Luís Castanho de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Luiz Castanho de Almeida)
Ir para: navegação, pesquisa

Luís Castanho de Almeida (Guareí, 6 de novembro de 1904  — Sorocaba, 28 de fevereiro de 1981) foi um padre, historiador e escritor brasileiro.

Filho do coronel Aníbal Castanho de Almeida e da professora Ana Cândida Rolim[1] . Publicou vários livros com o pseudônimo de Aluísio de Almeida.

Em 1918 entrou para o seminário e cursou Filosofia e Teologia. Ordenou-se no dia 8 de maio de 1927, na Catedral de Sorocaba. Após atuar como padre em Itararé, Itapetininga e Guareí, em 1933 transferiu-se para Sorocaba, onde fixou residência e assumiu a paróquia de Bom Jesus dos Aflitos, no bairro Além Ponte. Entre 1940 e 1944 foi reitor do Seminário Menor Diocesano de Sorocaba São Carlos Borromeu. Tornou-se conhecido a nível nacional por seus artigos que abordam sobre folclore, costumes, história, biografias, religião entre outros. Trabalhou devotadamente pela preservação da memória sorocabana.

Deixou 22 livros editados e alguns inéditos, que se encontram no arquivo do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba - Ihggs, localizado na “Casa de Aluísio de Almeida”. A biblioteca da Universidade de Sorocaba leva seu nome.[2]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • A Diocese de Sorocaba e o seu primeiro Bispo. Sorocaba. 1974.
  • A revolução liberal de 1842. Coleção Documentos Brasileiros. Livraria José Olympio Editora. RJ. 1944.
  • Contos do povo brasileiro. Editora Vozes Ltda. Petrópolis, RJ. 1949.
  • Dom Lúcio. 2ª ed. Editora Vozes Ltda. 1956.
  • História de Sorocaba. I Volume (1589 – 1822) Sorocaba. 1951.
  • História de Sorocaba. Instituto Histórico de Sorocaba. 1969.
  • História de Sorocaba para crianças. 1ª ed. Instituto de Ciências e Letras de Sorocaba. 1968.
  • História de Sorocaba para crianças. 2ª ed. Prefeitura Municipal de Sorocaba. 1980.
  • Luiz Matheus Maylasky, Visconde de Sapucaí (em colaboração com Antônio Francisco Gaspar) São Paulo. 1938.
  • Sorocaba, 1842. São Paulo. 1938.
  • O sacerdote Diogo Antônio Feijó. Editora Vozes Ltda. 1951.
  • O tropeirismo e a feira de Sorocaba. Sorocaba. 1968.
  • Velhas e novas anedotas. Editora Vozes Ltda. 1953.
  • Vida e morte do tropeiro. 2ª ed. Livraria Martins Editora Edusp. São Paulo. 1981.
  • 50 Contos populares de São Paulo. 1ª ed. Sorocaba. 1947.
  • 50 contos populares de São Paulo 2ª ed. Conselho estadual de Cultura. São Paulo. 1973.

Referências

  1. Sobre Aluísio de Almeida - por Carlos Carvalho cavalheiro http://www.sorocaba.com.br/enciclopediasorocabana/index.php/files/index.php?local=titulos&tipo=verbetes&ler=1100660030
  2. Biblioteca Aluísio de Almeida - Universidade de Sorocaba-Uniso http://www.uniso.br/vida_academica/biblioteca/aluisio.asp

Ligações externas[editar | editar código-fonte]