Lupe Fiasco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lupe Fiasco
Lupe Fiasco 2006.jpg
Informação geral
Nome completo Wasalu Muhammad Jaco
Também conhecido(a) como Lu, Young Lu
Nascimento 17 de fevereiro de 1982 (33 anos)
Origem Chicago, Illinois
País  Estados Unidos
Gênero(s) Hip hop
Instrumento(s) Rapping, piano, teclados
Período em atividade 2000–atualmente
Outras ocupações Rapper, compositor, produtor musical, CEO
Gravadora(s) Songbook Arista, Atlantic, Epic, 1st & 15th, All Sabotage
Afiliação(ões) Matthew Santos, Pharrell Williams, Kanye West, Janelle Monae, Snoop Dogg, Jill Scott, B.o.B
Página oficial http://www.lupefiasco.com

dWasalu Muhammad Jaco (17 de fevereiro de 1982), mais conhecido por seu nome artístico Lupe Fiasco, é um rapper dos EUA [1] , produtor musical e CEO da 1st and 15th Entertainment. Se tornou famoso por volta de 2006, após o lançamento de seu álbum de estreia pela Atlantic Lupe Fiasco's Food & Liquor, sucesso entre a crítica e indicado três vezes ao Grammy.

Ele lançou seu segundo álbum, Lupe Fiasco: The Cool, em dezembro de 2007. O primeiro single "Superstar" chegou ao número 10 na Billboard Hot 100.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Inicio da vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido no dia 16 de fevereiro de 1982, em Chicago, Wasalu Muhammad Jaco é um dos nove filhos de Shirley, uma chef de cozinha e de Gregory, um engenheiro, membro do partido Panteras Negras. Seu pai também foi professor de Karatê e passou os ensinamentos à Fiasco que, aos 10 anos já era faixa preta. Seus pais se divorciaram quando tinha apenas cinco anos, e a partir de então ele foi morar com a mãe. Ainda assim, seu pai prevaleceu em sua vida.

Inicialmente Lupe Fiasco odiava Hip Hop pelo fato de degradar a imagem feminina, fato este que o rapper relata na faixa "Hurt Me Soul", de seu álbum de estréia, "Food & Liquor", conhecido no exterior como Lupe Fiasco's Food & Liquor. Começou a fazer rap quando estava na oitava série, ao escutar o álbum do rapper Nas, It Was Written. Enquanto cursava o ensino médio, ele descobriu o amor por teatro, e colaborou em diversas peças da escola, trabalhando com os efeitos sonoros e iluminação. Ele também era membro do time de xadrez.

Quando Fiasco tinha 17 anos, ele começou a criar música como artista solo no porão da casa de seu pai, mesmo que seus pais não estavam interessados ​​em ter seu filho um rapper. Ele vasculhou mercados e lojas de segunda mão, onde ele foi capaz de encontrar uma velha mesa de mixagem e um toca-discos, pilhas de discos de vinil, e mic stands. Aos 19 anos, Fiasco se juntou a um grupo chamado Da Pak, que foi influenciado pelo Gangsta Rap da Califórnia, por rappers com Spice 1 e Ice Cube . Da Pak assinou contrato com a Epic Records e lançaram um single antes de se separarem. Passou então a ser influenciado pelo conteúdo lirico de rappers como Jay-Z e Nas. Chegou a assinar um contrato com a Artista Records, mas se desligou da gravadora após conhecer Jay-Z que o levou a assinar com a Atlantic Records em 2005.

2006-2007: Food & Liquor e The Cool[editar | editar código-fonte]

Lançou em 2006 o seu primeiro álbum: Lupe Fiasco's Food & Liquor, aclamado pela crítica, que o fez ser o mais novo álbum a integrar a lista de Mil álbuns para se ouvir antes de morrer . Entre os produtores musicais responsáveis por seu álbum de estreia estão Jay-Z, The Neptunes, Kanye West e Mike Shinoda. Os singles desse álbum foram as músicas "Kick, Push", "I Gotcha" e "Daydreamin". Seu álbum de estreia foi nomeado ao Grammy Awards em três categorias, vencendo a categoria "Melhor performance urbana" pelo single Daydreamin, parceria com a cantora Jill Scott.

Lupe Fiasco's The Cool, seu segundo álbum, foi lançado no ano seguinte e recebeu boas críticas. The Cool foi muito bem recebido pela crítica e foi referido como "um dos melhores álbuns de hip-hop do ano" pelo The New York Times . Enquanto gravava o álbum seu pai faleceu. Os singles desse álbum são "Superstar". "Hip Hop Saved My Life" e "Paris, Tokyo".


2008-2011: Lasers[editar | editar código-fonte]

Mais de dois anos e meio após a conclusão do álbum, Lasers foi lançado em 8 de março de 2011. O primeiro single do álbum foi " The Show Goes On ", com amostras "Float On", do Modest Mouse . "The Show Goes On" estreou no número 57 na Billboard Hot 100 . O primeiro single chegou ao número 9 desde então. Os produtores envolvidos no álbum incluem Alex Da Kidd, "The Future" e Jerry "Wonda" Duplessis, enquanto artistas colaboradores incluem Skylar Grey , Trey Songz , e John Legend . Após o lançamento do álbum, Lasers estreou no número um sobre a Billboard 200 chart, com vendas na primeira semana de 204 mil cópias. Apesar do sucesso comercial do álbum, Lasers recebeu críticas mistas da maioria dos críticos de música.

O atraso com a Atlantic Records veio devido a esta, pedir para Lupe um tom mais ameno, sem muitos protestos. À MTV americana, Lupe declarou que eles queriam 25% de tudo o que fosse lucro vindo de suas músicas, e diante da recusa de Fiasco para assinar o contrato, a Atlantic Records recusou-se a promover os primeiros singles. Lupe completou dizendo que "se I'm Beamin' ganhou um videoclipe, foi através de seu próprio bolso, e se o clipe ganhou repercussão na MTV, foi pelo fato de amigos dele que trabalhavam na emissora americana deram apoio". Houve boatos de que o rapper faria parte da gravadora de Kanye West.

2012-presente: Food & Liquor II: The Great American Rap Album[editar | editar código-fonte]

Lupe Fiasco - Melbourne1.jpg

Fiasco Desde então, lançou Food & Liquor 2 , bem como o trabalho colocado em um álbum em parceria com o colega Pharrell Williams. Food & Liquor II: The Great American Rap Album foi lançado em 25 de setembro de 2012. As músicas "Go to Sleep" e "Bad Bitch" foram lançadas como singles. O álbum recebeu críticas positivas de críticos de música . No Metacritic , que atribui uma classificação de 100 opiniões de críticos convencionais, o álbum recebeu uma média de pontuação de 70, o que indica "avaliações favoráveis" , baseado em 18 avaliações. Ele também foi nomeado para Melhor Álbum de Rap com os 55 prêmios Grammy.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Estilo Lirico[editar | editar código-fonte]

Fiasco, junto com rappers Common , Mos Def e Talib Kweli , foi creditado como um pioneiro do movimento hip hop conscious, que se concentra em questões sociais, assuntos aflorados em Lupe Fiasco Food & Liquor incluem pais ausentes, o terrorismo , o Islã, religião, guerra e prostituição. Fiasco atribui seu interesse por questões sociais para sua educação altamente culta, como ele descreve sua mãe como "muito intelectual" e seu pai como um "homem da Renascença".

Religião[editar | editar código-fonte]

Lupe Fiasco afirmou no programa Rap Fix da MTV, assim como em vários outros meios de comunicação que ele é muçulmano, e que o Islã desempenha um papel na sua vida e em tudo o que faz, até certo ponto ... "Eu não gosto de falar da minha religião, eu não gosto de usá-la assim, porque eu não quero que as pessoas olham para mim como um garoto-propaganda para o Islã. Eu não sou. Eu não quero que eles olhem para os meus defeitos e digam, 'oh, isso é por causa do Islã'".

Sua série mixtape Fahrenheit 1/15 contou com um remix da faixa "Jesus Walks", de Kanye West intitulada "Muhammad Walks", que passou a se tornar muito popular na comunidade muçulmana.

Visão Politica[editar | editar código-fonte]

Fiasco é conhecido por suas visões anti politicas. Em uma entrevista com Stephen Colbert no noticiário satírico The Colbert Report , Fiasco declarou seu credo sobre a filosofia política: "Você deve criticar o poder, mesmo se você concorda com ele."

Em outra entrevista em junho de 2011 na CBS , Fiasco discutiu o conteúdo político de sua música, afirmando: "A minha luta contra o terrorismo, para mim, o maior terrorista é Obama e os Estados Unidos da América. Eu estou tentando lutar contra o terrorismo que está realmente fazendo com que as outras formas de terrorismo existam . Você sabe, a raiz do terrorismo é o material que o governo dos EUA permite usar. As políticas externas que dispomos em diferentes países é que inspiram as pessoas a se tornarem terroristas".

Afirmou que não votaria nas eleições dos Estados Unidos em 2011

Em 20 de janeiro de 2013, ele foi retirado do palco pela segurança por se recusar a pular para a próxima canção depois de executar uma versão de 30 minutos de Words I Never Said , que contém letras anti-Obama, em Washington DC, durante a segunda posse presidencial de Obama. [1]


Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Fiasco's Food & Liquor (2006)
  • Lupe Fiasco's The Cool (2007)
  • Lasers (2011)
  • Food & Liquor II: The Great American Rap Album (2012)
  • Tuesto & Youth (2015)

Notas e referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.