Máquina do governo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A expressão máquina do governo significa as estruturas e processos de governo interconectados, tais como as funções de responsabilidade dos ministérios e secretarias no poder executivo. A expressão é particularmente usada no contexto de mudanças no sistema de administração pública vigente, onde diferentes elementos da máquina[1] são criados. No Brasil, "máquina do governo" é quase sempre sinônimo de burocracia.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A expressão parece ter surgido com John Stuart Mill, em Considerations on Representative Government[2] de 1861. Foi notavelmente utilizada em uma transmissão de rádio pelo presidente Franklin Delano Roosevelt[3] em 1934, comentando o papel da National Recovery Administration (NRA) no desenvolvimento do New Deal. Alguns governos nacionais como os da Austrália, Canadá, África do Sul e Reino Unido ado(p)taram a expressão oficialmente.

No Brasil, a expressão possui uma conotação quase sempre negativa, empregada em referência ao poder exercido pelo estado e sua burocracia contra o cidadão comum, e em prol dos protegidos pelo governante de plantão.

Referências

  1. Por exemplo, um comunicado divulgado pelo governo do Reino Unido em 5 de maio de 2006, sob o título Machinery of Government changes, anuncia a criação de um novo departamento do Governo Britânico. Acesso em 12 de junho de 2006
  2. Mill, J.S. (1861). Considerations on Representative Government, Capítulo V. ISBN 0-7661-8898-1. Texto acessado na University of Texas em Austin: Mill. Acesso em 12 de junho de 2006
  3. Roosevelt, F.D. Fireside Chat. Transmitido originalmente em 30 de setembro de 1934. Acessado no Mid-Hudson Regional Information Center FDR. Acesso em 12 de junho de 2006

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política, partidos políticos ou um político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.