Mário Alves Monteiro Tourinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
General Mario Tourinho
Mário Tourinho.jpg
Nome completo Mário Alves Monteiro Tourinho
Nascimento 12 de setembro de 1871  Paraná
Morte 25 de outubro de 1964 (93 anos)  Paraná

Mário Alves Monteiro Tourinho (Antonina, 12 de setembro de 1871Curitiba, 25 de outubro de 1964) foi um militar e interventor federal no Estado do Paraná. Filho do engenheiro militar e capitão Francisco Antônio Monteiro Tourinho e de Maria Leocádia da Costa Alves.

Assentou praça no Exército Brasileiro em 29 de maio de 1886, no 2° Corpo da Cavalaria, em Curitiba.

Em março de 1889 foi transferido para o 8º Corpo de Cavalaria, no Rio de Janeiro, a fim de matricular-se na Escola Militar. Onde em 15 de novembro de 1889, como servente de metralhadora, assistiu à Proclamação da República do Brasil.

Ao eclodir a Revolução Federalista em 1893, se encontrava em período de férias no Paraná; sendo então destacado para Paranaguá para reforçar a defesa do litoral.

Por convite do general Francisco de Paula Argolo, incorporou as forças que se destinavam a operar em Santa Catarina, integrando a arma de artilharia. E após a tomada de Santa Catarina pelos federalistas, voltou ao Paraná colocando-se sob o comando do Coronel Gomes Carneiro na Lapa, onde tomou parte dos combates contra o general Piragibe.

Em 1915 participou da Guerra do Contestado como comandante da 2ª Bateria de Obuses.

Em 27 de junho de 1918 assumiu o comando da Polícia Militar do Paraná, permanecendo até 22 de novembro de 1919.

Na Revolta de 1924 comandou um grupamento de artilharia no cerco à cidade de São Paulo, ocupada pelos revolucionários do General Isidoro Lopes.

Em outubro de 1928 pediu reforma militar.

Na Revolução de 1930, por indicação dos revolucionários, assumiu em 5 de outubro o governo do Estado do Paraná; sendo a seguir nomeado interventor federal. Entretanto, devido a estar habituado à disciplina militar, sem nunca ter se envolvido em política, adotou procedimentos que acabaram por desencadear o descontentamento dos revolucionários; renunciando ao cargo em 29 de dezembro de 1931.

Faleceu na cidade de Curitiba em 25 de outubro de 1964.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Afonso Camargo
Interventor federal no Paraná
1930 — 1931
Sucedido por
João Perneta