Médicos do Mundo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Médicos do Mundo (Médecins du monde) é uma organização não-governamental baseada na benevolência de profissionais da saúde para levar ajuda humanitária a populações vulneráveis na França e no mundo.

Foi fundada em 1980 por um grupo de médicos militares liderados pelo francês Bernard Kouchner, co-fundador da organização Médicos sem Fronteiras, que havia deixado MSF em 1979, depois de uma violenta querela em torno da operação "Um barco para o Vietnam". Kouchner defendia a ideia de fretar um barco com médicos e jornalistas para testemunhar as violações de Direitos Humanos naquele país e também para evacuar os vietnamitas em fuga no Mar da China, depois que o país se tornou totalmente comunista.

A associação atuou em grandes crises que marcaram os anos 1980 (Afeganistão, El Salvador, Armênia), 1990 (ex-Jugoslávia, Somália, Ruanda, Burundi, Zaire, Irã, Kosovo, Turquia, Timor-Leste, Tchetchénia) e 2000 (Territórios palestinos, Marrocos, Costa do Marfim, Congo, Zimbábue, Libéria, Haiti, Sudão, Indonésia, Líbano.

Atua também em áreas socialmente vulneráveis na França, onde, a partir de 1986, criou vários centros de saúde, e desenvolve ações de redução dos riscos ligados ao uso de drogas. Em 1987, criou o primeiro centro de investigação do HIV - voluntário, anônimo e gratuito, em Paris.

A organização está presente em mais de 60 países.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]