Mésia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa dos Balcãs no século IV. A região da Mésia (com as províncias divididas de acordo com a reforma de Diocleciano) em amarelo.

Mésia ou Moésia era o nome de uma antiga região dos Balcãs ao longo da margem sul do Danúbio e que foi posteriormente incorporada como uma província romana. Ela incluía os territórios dos estados modernos da Sérvia (Mésia Superior), a região norte da República da Macedônia à volta de Skupi e Kumanovo, norte da Bulgária, Dobruja romena, o sul da Moldávia e Budjak (Mésia Inferior)[1] .

Região[editar | editar código-fonte]

Nas fontes geográficas antigas, a Mésia estava limitada ao sul pelos montes Haemus (os Balcãs) e Scardus (Šar), a oeste pelo rio Drinus (Drina), ao norte pelo Donaris (Danúbio) e a leste pelo Euxine (Mar Negro). A região era habitada principalmente por trácios, dácios e ilírios . O nome é derivado de moesi, um provo trácio-dácio que vivia ali antes da conquista romana.

História[editar | editar código-fonte]

Domínio dos getas[editar | editar código-fonte]

Partes da Mésia pertenciam ao estado de Burebista, um rei dos getas (getae) que conseguiu consolidar seu poder sobre uma grande parte do norte dos Balcãs entre 82 e 44 a.C. Ele liderou diversos raides por toda a Europa central e sudeste, subjugando a maior parte das tribos vizinhas. Depois de seu assassinato durante um complô em sua corte, seu império foi dividido em diversos estados menores.

Domínio romano[editar | editar código-fonte]

A Mésia foi conquistada por Marcos Licínio Crasso, neto do triúnviro e depois procônsul da Macedônia no reinado de Augusto, por volta de 29 a.C. A região, porém, só seria organizada como uma província romana nos anos finais do reinado de Augusto, a Mésia.

Depois de um ataque dos Dácios, a região foi subdividida nas províncias da Mésia Inferior e Mésia Superior, servindo de base para as Guerras Dácias de Domiciano e Trajano.

No final do século III, o imperador Aureliano (r. 270-275) abandonou a província da Dácia aos godos e transferiu todos os cidadãos romanos da região para o sul do Danúbio, uma região da Mésia central que a partir daí passou a se chamar Dácia Aureliana (posteriormente dividida em Dácia Ripense e Dácia Mediterrânea). O território que era chamado de Dardânia (na Mésia Superior) foi transformado numa província especial por Diocleciano, com capital em Naísso (moderna Niš), a cidade natal de Constantino I em 272.

Diocleciano também rebatizou a Mésia Superior (exceto a Dácia Aureliana) como Mésia Prima e dividiu a Mésia Inferior (menos a sua região mais ocidental) entre a Mésia Secunda e a Cítia Menor.

Os búlgaros, vindos da Ásia Central, se assentaram na Mésia Secunda por todo o século VI. No século seguinte, o Império Bizantino perdeu o território para eles, que fundaram o Primeiro Império Búlgaro. A Mésia Prima foi perdida na mesma época durante as invasões eslavas.

Referências

  1. Mapa da Moesia Superior e Inferior. severusalexander.com.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]