Móveis Coloniais de Acaju

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Móveis Coloniais de Acaju
Integrantes da banda em uma apresentação.
Informação geral
Origem Brasília, DF
País  Brasil
Gênero(s) Avant-garde
Art rock
Ska
Rock alternativo
Indie rock
Feijoada búlgara
Pop rock
Período em atividade 1998 - atualmente
Gravadora(s) Trama (2005-2012)
Som Livre (2013-presente)
Página oficial Site Oficial
Integrantes André Gonzales
Fernando Jatobá
Beto Mejía
Eduardo Borém
Esdras Nogueira
Fabio Pedroza
Paulo Rogério
Gabriel Coaracy
Alexandre Bursztyn
Fabrício Ofuji
Ex-integrantes Leonardo Bursztyn
Renato Rojas
BC

Móveis Coloniais de Acaju é uma banda brasileira avant-garde de pop rock e art rock, com influências do indie rock, pós-punk, garage rock, ska e música típica brasileira. Surgida em 1998 em Brasília, a banda possui um álbum lançado: Idem (2005). Em 2009 elaboraram o álbum virtual e gratuito C mpl te.[1]

O nome da banda é baseado em um evento histórico fictício: um suposto conflito unindo índios e portugueses contra os ingleses na Ilha do Bananal.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Formada em 1998, a banda teve seu primeiro disco, Idem, lançado em 2005, com tiragem inicial de 3 mil cópias. O álbum teve boa aceitação e atingiu a marca de duas mil cópias vendidas nos dez primeiros dias.

Em "termos gastronômicos", o som de Móveis Coloniais de Acaju já foi denominado pelos próprios membros de "feijoada búlgara". É possível perceber o rock e ska com a influência de ritmos do leste europeu e música brasileira.[3]

Sem Palavras, o single lançado em 2007 pela banda, ficou em 21ª posição na lista das 50 melhores músicas do ano na revista Rolling Stone.[4] [5] Em 2009 a banda lançou o single Falso Retrato (U-HU) e prepara novas músicas em parcerias com os poetas brasileiros, formando o álbum C mpl te.

Apresentações[editar | editar código-fonte]

A banda tem passagem em eventos como o Brasília Music Festival (2003), Curitiba Rock Festival (2005), Bananada (2003 e 2004), Porão do Rock (2000, 2005, 2007 e 2008), no Festival de MPB da UNESP de Ilha Solteira (2008) FMB (Feira Música Brasil) em Recife 2009E, mais recentemente no Rock In Rio 2011.[6] Entre shows e festivais, o grupo esteve ao lado de bandas americanas como Weezer, Live, Alanis Morissette, Simply Red, Slackers e Voodoo Glow Skulls; a venezuelana Desorden Público; e as conhecidas brasileiras Charlie Brown Jr., Ultraje a Rigor, Ira!, Pato Fu, Barão Vermelho, Dead Fish e Los Hermanos.

Participaram também do Festival Indie Rock (2007), se apresentaram ao lado de bandas nacionais e estrangeiras de indie rock, entre elas The Magic Numbers, The Rakes, e as brasileiras Moptop e Nação Zumbi.[7]

Móveis Convida[editar | editar código-fonte]

O contato com as bandas, o aprendizado da estrada e o carinho por Brasília contribuíram para que a banda criasse seu próprio festival, o Móveis Convida. Da primeira edição, ainda em experiência (no fim de 2005) à última (em abril de 2009, que marcou a estreia das novas músicas) passaram mais de 20 bandas (de atrações renomadas como Pato Fu, Los Hermanos e Black Drawing Chalks) e um público médio de quatro mil pessoas por edição.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Ex-integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

EPs[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

A banda já lançou seis singles:[8]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Indicação Resultado Ref
2010 Prêmio Multishow 2010 Experimente Móveis Coloniais de Acaju Venceu [10]

Referências

  1. Twintrevista: Faça sua pergunta para Móveis Coloniais de Acaju
  2. [1]
  3. Móveis Coloniais de Acaju se define como "feijoada búlgara" Terra
  4. 50 Melhores Músicas do Ano (2007)
  5. Melhores Músicas de 2007 - Rolling Stone
  6. E agora, mercado?. Poppycorn. Página visitada em 4 de março de 2011.
  7. Eduardo Viveiros (28 de julho de 2007). Móveis Coloniais de Acaju anima Festival Indie Rock. Terra. Página visitada em 4 de março de 2011.
  8. No Mormaço da música brasileira. Tribuna do Norte (9 de julho de 2010). Página visitada em 4 de março de 2011.
  9. Dois sorrisos - novo single em parceria com Móveis Coloniais de Acaju (14 de junho de 2011).
  10. EXPERIMENTE: Móveis Coloniais de Acaju. Multishow. Globo.com. Página visitada em 8 de agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Móveis Coloniais de Acaju