MD Helicopters MD 500

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de MD 520 Notar)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
NOTAR: Inovação técnica que elimina o rodor de cauda

O MD 520 Notar, é um helicóptero monomotor de pequeno porte projetado para transporte executivo, para uso em operações policiais, para uso esportivo, de passeio e de turismo, e para coberturas jornalísticas, fabricado nos Estados Unidos pela MD Helicopters, atualmente de propriedade da corporação Patriarch Partners.[1]

O MD 520 Notar é impulsionado por uma turbina Allison C20R e tem capacidade para transportar com razoável conforto um piloto e três ou quatro passageiros em missões típicas dentro de metrópoles, pousando e decolando de helipontos e heliportos, e também para viagens intermunicipais.

Características[editar | editar código-fonte]

O helicóptero compacto MD 520 Notar foi projetado com a mais inovadora, avançada, revolucionária e interessante tecnologia de sistema anti-torque disponível no mercado internacional de asas rotativas, chamada Notar (um acrônimo da expressão "No Tail Rotor"), criada, desenvolvida, refinada e patenteada pelo extinto fabricante norte-americano McDonnell Douglas e, posteriormente, comprada pela Boeing e licenciada para a MD Helicopters americana [2]

Não há nada parecido no mercado. O moderníssimo sistema anti-torque “Notar” surpreendentemente dispensa o conjunto de rotor de cauda, presente na grande maioria dos helicópteros, por um inteligente conjunto formado por uma espécie de ventilador ou “blower” embutido no cone de cauda alargado e adaptado para permitir a circulação do fluxo de ar até sua extremidade, equipada com um mecanismo regulador da saída de ar, gerando assim o efeito anti-torque, necessário para manter e auxiliar a manobrabilidade ou estabilidade da aeronave.

O alto nível de segurança e o baixo nível de ruído interno e externo alcançados pelo MD 520 Notar se explicam justamente pela ausência do rotor de cauda, que é considerada uma peça crítica na maioria dos helicópteros disponíveis no mercado, seja para uso civil ou militar.

As vendas do MD 520 Notar foram iniciadas na década de 1990 pela divisão de helicópteros da norte-americana Mc Donnell Douglas, mas a venda desse grande fabricante americano para a Boeing, com o consequente processo de fusão, atrasou por algum tempo a continuidade do projeto, até a sua patente finalmente ser licenciada pela Boeing inicialmente para a corporação holandesa RDM Holding e, posteriormente, para a empresa de private equity Patriarch Partners.

Na década de 1980, a Mc Donnell Douglas utilizou como base o modelo de helicópero Hughes 500 com rotor de cauda convencional para dar origem aos modelos MD 520 Notar e MD 530 Notar, ambos da mesma família.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

Entre mulheres bonitas, praias paradisíacas, celebridades e automóveis esportivos de alto luxo, alguns modelos de helicópteros da família Notar fizeram breves aparições no filme 007 – Die Another Day, incluindo uma cena do personagem de agente secreto britânico pilotando um deles.

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

MD 520 Notar

  • Motorização (potência): Allison C20R (425 shp);
  • Capacidade: 1 piloto e 3 ou 4 passageiros;
  • Comprimento: Aprox. 7,8 metros;
  • Peso máximo decolagem: Aprox. 1.500 kg;
  • Alcance: Aprox. 375 quilômetros (lotado / 75% potência / com reservas);
  • Velocidade de cruzeiro: Aprox. 230 km / h;
  • Teto de serviço: Aprox. 5.000 metros;

Variantes[editar | editar código-fonte]

  • 369
  • 369A
  • MD 500C (369H)
  • MD 500M Defender (369HM)
  • MD 500C (369HS)
  • MD 500C (369HE)
  • MD 500D (369D)
  • MD 500E (369E)
  • KH-500E
  • NH-500E
  • MD 530F (369F)
  • MD 520N
  • Boeing AH-6

Referências


Ver também[editar | editar código-fonte]