MGM Mirage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MGM Mirage Group
LVLuxorMandalyBayLasVegas.jpg
Tipo Privada (NYSE: MGM)
Indústria Hospedagem
Casinos
Fundação Las Vegas, Nevada (31 de maio de 2000)
Fundador(es) MGM Grand, Inc.
Mirage Resorts, Inc.
Sede Estados Unidos Las Vegas, Nevada, Estados Unidos da América
Filiais MGM Mirage Vacations
MGM Mirage Hospitality
Pessoas-chave Kirk Kerkorian (CEO)
James Murren(Presidente)
Empregados 54,700 em 8 estados norte-americanos e em Macau
Produtos Hotéis
Valor
de mercado
Aumento US$ 6.060.70 Milhões (2007)
Receita Aumento US$ 691.64 Milhões (2007)[1]
Lucro Aumento US$ 2.863.93 Milhões (2007)
Faturamento Aumento US$ 22.727.69 Milhões (2007)
Renda líquida Aumento US$ 1.584.42 Milhões (2007)
Página oficial mgmmirage.com

MGM Mirage, oficialmente MGM Resorts International, (NYSE: MGM) é uma empresa natural da cidade de Las Vegas que opera e controla grande parte dos hotéis norte-americanos em outras regiões do mundo. A empresa iniciou as suas operações oficialmente em 31 de maio de 2000 após a fusão das empresas MGM Grand Inc. e Mirage Resorts, Inc. A MGM Mirage é atualmente a segunda maior companhia de cassinos do planeta.[2] Calcula-se que a MGM Mirage controla cerca de 831 acres da área da Las Vegas Strip.

História[editar | editar código-fonte]

A MGM Mirage teve início com a fusão de cerca de 6,4 bilhões de dólares em ações de duas empresas líderes do mercado hoteleiro de Nevada, MGM Grand Inc. e Mirage Resorts, Inc.. Durante o ano de 2000, a MGM foi a maior empresa dessa categoria no mundo, sendo superada pela Harrah's Entertainment.

Em 2004, a MGM vendeu seus dois antigos cassinos (Golden Nugget Las Vegas e Golden Nugget Laughlin) por cerca de 215 milhões de dólares. Ainda em 2004, a MGM Mirage anunciou um projeto p-ara se incorporar a sua rival, Mandalay Resort Group por cerca de 68 dólares por ação, porém a Mandalay rejeitou a proposta. Em 15 de junho de 2004, porém, as duas empresas decidiram se unir por cerca de 71 dólares por ação. A MGM Mirage assumiu cerca de 2,5 bilhões de dólares em dívidas da Mandalay, numa transição de 7,9 bilhões de dólares.

Em 10 de novembro de 2004, a MGM anunciou a criação do projeto CityCenter na Las Vegas Strip; Com investimento de cerca de 7 bilhões em estruturas multiuso, as obras seram iniciadas em 2009.[3] Em 22 de agosto de 2007, a Dubai World anunciou a compra de 9,5 % de 2,4 bilhões de dólares das ações da MGM e prometeu investir cerca de 2,7 bilhões para adquirir 50% do projeto CityCenter.[4]

Estátua da Liberdade do New York-New York.

Em 16 de dezembro de 2008, a MGM Mirage anunciou a venda do Treasure Island Hotel and Casino para o bilionário Phil Ruffin. A venda foi concluída em 20 de março de 2009 por 775 milhões de dólares..[5] Em A partir de 6 de abril de 2009, surgiram rumores de que a MGM Mirage iria iniciar a venda dos hotéis MGM Grand Detroit, em Detroit e do Beau Rivage em Biloxi, Mississippi.[6] [7]

Propriedades[editar | editar código-fonte]

Las Vegas[editar | editar código-fonte]

O Hotel Bellagio.

Notas