MILAN

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dispositivo de lançamento do Míssil MILAN.
Imagem visualizada através da mira óptica do sistema MILAN.
Disparo de um MILAN a partir de uma viatura blindada Marder do Exército Alemão.

MILAN (sigla francesa de Missile d'Infanterie, Léger, Antichar - Míssil de Infantaria, Ligeiro, Anticarro) é um sistema de míssil anticarro europeu. O projecto do MILAN começou em 1962, resultante da cooperação franco-alemã. Ficou pronto para ensaios em 1971 e entrou em serviço em 1972. Além da Alemanha o MILAN foi fabricado sob licença no Reino Unido, Espanha e Índia. O MILAN é um míssil guiado por fio através do sistema SACLOS, significando que a mira da unidade de lançamento tem que estar fixa no alvo até o míssil o atingir. Além disso, o MILAN pode ser equipado com uma mira térmica para lhe dar capacidade de fazer tiro nocturno.

Uso em Portugal[editar | editar código-fonte]

O sistema MILAN entrou em serviço nas Tropas Páraquedistas, então integradas na Força Aérea Portuguesa em 1982, tornando-se o primeiro míssil anticarro a equipar as Forças Armadas de Portugal. Actualmente o MILAN equipa os Pelotões Anticarro das unidades de infantaria páraquedistas e motorizadas do Exército Português e dos Fuzileiros Navais. O MILAN equipa também os esquadrões de reconhecimento do Exército, montado nas viaturas blindadas ligeiras Panhard M11.

Operadores[editar | editar código-fonte]