MV Arctic Sunrise

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MV Polarbjorn
Artic Sunrise
Artic Sunrise, navio pertenecente ao Greenpeace.
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Construção 1975
Estaleiro Vaagen Shipyards of Kyrksaeterora Noruega
Número de registo PE6851
Viagem inaugural 18 de janeiro de 1975
Características gerais
Tipo de navio Baleeiro
Deslocamento 497 t
Comprimento 49,62 m (162 ft 10 in) o/a
Boca 11,5 m (37 ft 9 in) (moulded)
Calado 5,3 m
Propulsão MAK 9M452AK
1 hélice e com 2.495 CV (1,619 MW)

O MV Arctic Sunrise é um navio quebra-gelo adquirido pela ONG Greenpeace em 1995. Além de quebra-gelos, é um dos quatro barcos de investigação e pesquisas da ONG.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O Sunrise foi adquirido pelo Greenpeace em 1995, e entrou em atividade em junho de 1996. Antes era um barco pesqueiro, que inclusive havia sido confrontado pela ONG tempos atrás. A primeira ação do Sunrise junto ao Greenpeace, foi um protesto no Mar do Norte onde o Greenpeace tentava evitar a construção de zonas para a extração de petróleo. Desde aquele momento, o Artic Sunrise trabalhou na Antártida, no Congo, e no rio Amazonas.[2] O Sunrise também foi primeiro a circunavegar a Ilha James Ross, na Antártida, revelando assim diversos fatores causados pelo aquecimento global. Viajou repetidas vezes ao Alaska para estudar as mudanças climática da região, afim de demonstrar oposição a construção de área de exploração petrolífera por parte da BP. Também fez o mesmo na Groenlândia. Em águas do sul, o Artic Sunrise juntamente com o seu barco irmão o MV Esperança, atuaram denunciando atividades de pesca de baleia. O Sunrise também ajudou a capturar e denunciar barcos de pesca pirata na Patagônia, Argentina, mais especificamente, o "Rita" em 2000.[3] Também atuou em ações similares ao redor de todo o mundo.[4] Em 2011, o Artic atuou numa ação contra uma explanação para descoberta de campos de carbono nos Estados Unidos.[5]

Em 2013, o Arctic Sunrise foi parte de um protesto do Greenpeace à empresa de energia russa Gazprom, cuja exploração de petróleo no Ártico a ONG considera perigosa para o meio ambiente local. O navio carregava 30 tripulantes até a perfuratriz Prirazlomnoye no Mar de Pechora, com dois chegando a tentar escalar a plataforma."Warning shots fired as Russia detains Greenpeace activists at Arctic oil rig"], Ruptly.</ref> O exército russo invadiu o navio e rebocou-o até Murmansk, onde os trinta passageiros - que incluiam a brasileira Ana Paula Maciel - ficaram presos por três meses.[6] O Arctic Sunrise permanecia retido na Rússia em 2014.[7]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Está registrado no porto de Amsterdam, Países Baixos, e seu nome original era Polarbjorn (Urso Polar). Construído em 1975 pela companhia AS Vaagen Verft, conta com vinte e oito liteiras e em seu casco esta formado com quatro lanchas (duas grandes rígidas e duas pequenas infláveis), possui capacidade para transportar até um helicóptero. A sigla naval é PCTK. Pesa 949 toneladas, mede 49,62 m de comprimento de fora a fora, 11,50 m de largura e calado de 5,3 m. Pode alcançar uma velocidade máxima de 13 nós, já que conta com um motor principal MAK 9M452AK 2495 IHP 1619 kW e dois motores auxiliares Deutz BF6M716 208hp —175 kW, além de dois propulsores de 400 Hp, localizado na proa e o outro na popa.

Referências

  1. Greenpeace. Barcos de Greenpeace (em inglês). Visitado em 25 de março de 2011.
  2. Greenpeace. Arctic Sunrise (em português). Visitado em 21 de março de 2011.
  3. Greenpeace. o Artic eo Rita (em inglês). Visitado em 21 de março de 2011.
  4. Greenpeace. Acciones anti-piratas del "The Artic Sunrise" (em inglés). Visitado em 21 de março de 2011.
  5. Greenpeace. Latest News: Activists Take Action at Coal Plant (em inglés). Visitado em 21 de março de 2011.
  6. Rússia mantém ativistas do Greenpeace presos, incluindo brasileira
  7. Navio do Greenpeace 'Arctic Sunrise' permanece retido na Rússia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre MV Arctic Sunrise