MV Brigitte Bardot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MV Brigitte Bardot'
Vista da popa do Brigitte Bardot a partir do MY Bob Barker. Um barco inflável de casco rígido e um Jet-ski podem ser vistos no deck da popa.
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Fabricante Vosper Thornycroft (VT Group)
Construção 16 de Março de 1998
Estaleiro Fremantle, Australia
Batismo Cable and Wireless Adventurer (1998-2007),
Ocean 7 Adventurer (2007-2008),
Rat Race Media Adventurer (2008-2010),
MV Gojira (2010-2011),
Brigitte Bardot (2011 – atualmente)
Porto de registo Fremantle port
Número de registo Indicativo de chamada: VKV7340
Número 601073600[1]
Características gerais
Tipo de navio Trimaran
Classe DNV Yacht R0
Arqueação 41 ton
Deslocamento 27 nós (50 0 km/h)
(Cruising speed: 22 nós (40 7 km/h) )
Comprimento 114,5 pé (34 9 m)
Boca 11,5 m (37 ft 9 in) (moulded)
Pontal 4,4 pé (1 3 m)
Calado 46,2 pé (14 1 m)
Propulsão 2 x 370 kW (500 hp) Cummins Mercruiser (16 mil litros no tanque)
Passageiros 12 a 16 total

O MV Brigitte Bardot (anteriormente Gojira e Ocean 7 Adventurer) é um navio de 35 metros (115 pés) com exclusiva tecnologia estabilizadora, monocasco e com dois motores a diesel. Foi projetado por Irens Nigel. A construção do navio começou em junho de 1997 e foi entregue em 16 de março de 1998. A cerimônia de nomeação oficial ocorreu em 3 de Abril de 1998 na estação de Londres da Índia ocidental[2] [3] . Pertence ao grupo Sea Shepherd.

Cable and Wireless Adventurer[editar | editar código-fonte]

Originalmente nomeado como Cable and Wireless Adventurer (algo como "Aventureiro de cabo a rabo"), foi construído com o propósito decircunavegar o mundo em menos de 80 dias, que foi realizado com sucesso em julho de 1998 em 74 dias, 20 horas e 58 minutos, viajando mais de 22 600 milhas náuticas (41 855 km). Essa conquista estabeleceu um novo record para um navio motorizado. No entanto, em 27 de Junho de 2008 o MY Ady Gil (Earthrace), um barco similar movido a biodiesel estilocatamarã, estabeleceu um novo recorde mundial quando atracou no estaleiro Vulkan em Sagunto, Espanha, depois de completar uma circunavegação em apenas 60 dias 23 horas e 49 minutos. O design do navio foi avaliado e provado por testes de tanque hidrodinâmico e um protótipo em escala 21,3 m (70 pé) chamado de Ilan Voyager completou os testes de mar para demonstrar as vantagens do conceito.

Ocean 7 Adventurer[editar | editar código-fonte]

Como Ocean 7 Adventurer
MV Brigitte Bardot em Sydney em 2012.

Em 2007, o navio foi adquirido pela Ocean 7, uma operadora de corretagem marinha da Cidade do Cabo. O navio estava disponível para alugueis nos trabalho cinematográficos e de operação de resgate marítimo ocasional.

Em dezembro de 2007, o Adventurer 7 foi fretado para recuperar um iate naufragado, o IMOCA 60 Delta Dore no Oceano Antártico O Delta Dore participava da Barcelona World Race. O iate comandada por Jérémie Beyou e Sidney Gavignet estava na posição 47°.00.S.033° 25E, quase mil quilômetros a sudeste de África do Sul, flutuando lentamente, entre1 and 2 kn (2 and 4 km/h) a leste. Uma hora depois o mastro desabou para trás, ele teve que ser cortado e dispensado no oceano, devido o fato de poder romper o casco. O iate tinha 188 litros de óleo diesel a bordo, mas isso não foi suficiente para o motor levá-lo de volta para o continente. A equipe do Ocean 7 foram designados a salvar o iate. Comandado pelo co-proprietário David de Villiers, o Ocean 7 zarpou para o oceano austral e depois de localizar o iate, foi levado a reboque com uma200 m (656 pé). Esse resgate estabeleceu um recorde por ser o mais longo reboque da história marítima africana(850 nmi (1 574 km)).

Durante início de junho de 2008, o ocena 7 mudou-se para a costa leste da África do Sul para observar o funcionamento da migra;'ao e deslocamentos das sardinha durante o ano, após, mudou-se para o sul de Madagascar em julho, em busca de ondas entre os recifes onde o navio foi usado como uma base de live-aboard para surfistas e kitesurfistas. Durante setembro, o navio explorou as ilhas Barão da costa de Madagascar, antes de retornar à sua base no V&A Waterfront para a temporada de verão, onde estava disponível para passeios e viagens.

Referências

  1. Brigitte Bardot. MarineTraffic.com. Página visitada em 19 July 2012.
  2. Ocean Adventurer website
  3. Ocean 7 - The team

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre MV Brigitte Bardot