Macbeth da Escócia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Macbeth da Escócia

Mac Bethad mac Findláich, ou Maelbeatha (em gaélico escocês MacBheatha mac Fhionnlaigh),[1] anglicizado como Macbeth, e apelidado de Rí Deircc, "Rei Vermelho"[2] (1005 - 15 de agosto de 1057, Aberdeenshire, Escócia) foi rei da Escócia do ano de 1040 ao ano de 1057. Foi o último dos reis gaélicos da Escócia, seu reinado durou 17 anos e foi bastante pacífico, e também generoso com a Igreja. Sua fama adveio do fato de ser o inspirador da peça teatral Macbeth, de William Shakespeare, embora a peça teatral contenha pouco de verdade histórica. Está sepultado na Ilha de Iona.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Macbeth nasceu no ano de 1005, em algum lugar da Escócia, filho de Donada (ou Dovada), e de Macrory Findláich (Findleach ou Findlaech), Mormaer (governador hereditário) de Moray (território correspondente ao atual conselho escocês de mesmo nome) assassinado por seus sobrinhos. Donada casou pela segunda vez com Sigurd II Dagri, o gordo, Conde de Orkney. Macbeth era neto do rei Malcolm II, e tinha tanto direito ao trono quanto Duncan.

Em 1032 casou-se com Gruoch, filha de Beodhe da Escócia, e neta de Kenneth II, Rei de Alba. Gruoch era viúva de Macrory Gillacomgan, Mormaer de Moray, e dele tivera um filho, Lulach, "o Simples", que se tornaria rei da Escócia em 1057. General corajoso, Macbeth reclamou a sucessão em nome do enteado e da esposa, e tornou-se Mormaer da província de Moray, na Escócia. Matou em batalha o Rei Duncan, seu primo, e subiu ao trono em 1040.

Em 1045 ocorreu uma revolta no sul da Escócia, Crinan de Dunkeld, pai de Duncan, reivindicou o trono. Induzido pelo conde norueguês de Caithness e Sutherland, Thorfinn, primo de Duncan, Macbeth e os líderes do norte da Escócia se aliam a Thorfinn, contra a dinastia associada ao sul. Na batalha Macbeth derrota e mata Crinan.

Alguns anos depois em 1054, nas cercanias de Scone, Macbeth é vencido em uma batalha pelo filho de Duncan, Malcolm Canmore, que se converteria em Malcolm III rei da Escócia, que o matou três anos depois em 1057, na Batalha de Lumphanan, em Aberdeenshire.

Peça de Shakespeare[editar | editar código-fonte]

Usando licença poética, William Shakespeare deturpou o temperamento do rei e os fatos históricos, segundo os quais a primeira parte do seu reino teria sido de paz. Shakespeare inspirou-se no relato histórico do reinado de Macbeth das Crônicas da Inglaterra, Escócia e Irlanda (1587), que por sua vez estavam baseadas na História do Povo Escocês do filósofo escocês Hector Boece, e apresenta Macbeth como vilão e usurpador.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mac Bethad mac Findlaích é a forma no gaélico escocês medieval.
  2. William Forbes Skene, Chronicles, p. 102.


Precedido por
Duncan I
Rei da Escócia
1040 - 1057
Sucedido por
Lulach


Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.