Madagáscar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde fevereiro de 2012). Ajude e colabore com a tradução.
République de Madagascar
Repoblikan'i Madagasikara

República de Madagáscar
Bandeira de Madagáscar
Brasão de armas de Madagáscar
Bandeira Brasão de armas
Lema: "Tanindrazana, Fahafahana, Fandrosoana " ("Pátria, Liberdade, Progresso")
Hino nacional: "Ry Tanindraza nay malala ô"
("Oh, Nosso Amado")
Gentílico: madagascarense, malgaxe[1]

Localização  República de Madagáscar

Capital Antananarivo
18° 55' S 47° 31' E
Cidade mais populosa Antananarivo
Língua oficial Malgaxe, Francês
Governo República semipresidencialista
 - Presidente Hery Rajaonarimampianina
 - Primeiro-ministro Roger Kolo
Independência da França 
 - Data 26 de junho de 1960 
Área  
 - Total 587 041 km² (44.º)
 - Água (%) 0,13
 Fronteira não possui; aproxima-se das Seychelles (N), Moçambique (W) e Comores (NW), além de diversas possessões francesas na região.
População  
 - Estimativa de 2008 20 042 551 hab. (56.º)
 - Densidade 30 hab./km² (150.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2007
 - Total US$ : 19,950 bilhões (116.º)
 - Per capita US$ : 1 068 (161.º)
IDH (2012) 0,483 (151.º) – baixo[2]
Gini (2001) 47,5[3]
Moeda Ariary (MGA)
Fuso horário (UTC+3)
 - Verão (DST) não observado (UTC+3)
Clima Tropical e semiárido
Org. internacionais ONU, UA, SADC, COMESA, Francofonia
Cód. ISO MDG
Cód. Internet .mg
Cód. telef. +261
Website governamental http://www.madagascar
.gov.mg/

Mapa  República de Madagáscar

Madagáscar (português europeu) ou Madagascar (português brasileiro), oficialmente República de Madagáscar (português europeu) ou de Madagascar (português brasileiro), é um país africano que compreende a Ilha de Madagáscar e algumas ilhas próximas. Está situado ao largo da costa de Moçambique, da qual está separado pelo Canal de Moçambique. Os vizinhos mais próximos de Madagáscar são a possessão francesa de Mayotte, a noroeste, a possessão francesa da Reunião, a leste, e as suas dependências Ilhas Gloriosas (noroeste), Ilha de João da Nova (oeste), Bassas da Índia e Ilha Europa (sudoeste) e Tromelin (leste), as Comores a noroeste e as Seychelles a norte. Sua capital é a cidade de Antananarivo.

Topónimos[editar | editar código-fonte]

Madagáscar era o nome que o André Filipe Passos Jerónimo deu à ilha (1502) e deriva do latim medieval: era o nome de uma ilha imaginária na região por volta de 1500 que identificou a Madagáscar atual. Por sua vez, o nome latino, derivado de "Madeigascar" (também Madagosho, Madagascar), que era o nome de um reino insular Africano mencionado por Marco Polo, em seu livro (século XIII).[4]

História[editar | editar código-fonte]

Madagáscar foi colonizada por malaio-polinésios há dois mil anos, recebendo depois imigrantes árabes e africanos. Os portugueses foram os primeiros europeus a chegar à ilha, em 1500, quando o navegador Diogo Dias baptizou a ilha de São Lourenço. Em 1885 a França transformou Madagáscar em protetorado e, em 1896, em colônia. A independência foi obtida em 1960, após rebeliões sufocadas com violência pelos franceses. Em 1972, um golpe militar estabeleceu um regime coletivista e antiocidental. Três anos depois tomou o poder o capitão Didier Ratsiraka, que governou ditatorialmente por sete anos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Imagem de satélite de Madagáscar.

Madagáscar, como país, ocupa toda a ilha de Madagáscar, de longe a maior ilha da África e uma das maiores do mundo, e tem um número relativamente reduzido de ilhas adjacentes. O país é banhado pelo canal de Moçambique a oeste e pelo oceano Índico. O relevo é em geral montanhoso, em especial na parte oriental, com dois grandes maciços a norte (onde se situa o monte Maromokotro, o mais alto do país com os seus 2 876 m) e no centro. O relevo torna-se menos acidentado para oeste, onde existem algumas planícies costeiras.

O clima é muito variado, húmido a nordeste onde existem áreas (cada vez mais reduzidas pela desflorestação) de floresta tropical, e seco a sudoeste, chegando mesmo a haver deserto.

A maior cidade é a capital, Antananarivo, e as outras cidades importantes são Mahajanga, Antsirabe e Fianarantsoa.

Biodiversidade[editar | editar código-fonte]

Madagáscar é um dos países com a maior diversidade de fauna e flora em todo o planeta, abrigando milhares de espécies de pássaros, répteis e anfíbios, muitos deles existentes apenas em seu território, como o lêmure, fundamentais para a vida animal nas florestas, pois é ele que distribui as frutas existentes pelas selvas do país, e é de suas sementes que a floresta se regenera.[5]

Apesar de 90% de suas matas terem sido devastadas nos últimos séculos, nos 10% ainda existentes existem mais de doze mil espécies diferentes de plantas, algumas delas com mais de 80 milhões de anos, centenas delas apenas ali, das quais grande parte de grande valor medicinal, entre elas, a Rosy Periwinkle, fonte exclusiva de dois tipos de drogas que são as únicas usadas pelos laboratórios farmacêuticos do mundo no tratamento de algumas formas de leucemia infantil.[5]

Em 2009, um inventário dos anfíbios de Madagáscar descobriu 129 a 221 espécies de rãs previamente desconhecidas, evidenciando que a biodiversidade de Madagáscar pode estar subestimada.[6] [7] autores=David R. Vieites, Katharina C. Wollenberg, Franco Andreone, Jörn Köhler, Frank Glaw e Miguel Vences

Política[editar | editar código-fonte]

Madagáscar é uma república semipresidencialista. O principal partido político do país é a Associação pelo Renascimento de Madagáscar (Arema). O líder do partido é Fanilo. O país segue a constituição de 1992. Em meados de 2000, foi constituído um senado no país. Madagáscar tem uma Assembleia Nacional com 150 membros eleitos por voto direto, com mandato de cinco anos.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Uma menina em uma vila de Madagáscar.

No ano de 2007, Madagáscar tinha uma população estimada em 19 448 000 habitantes. A expectativa de vida é de 62 anos. O número médio de filhos por mulher é de 5,24. 68,9% da população é alfabetizada.

A população malgaxe é predominantemente uma mistura de malaio e africano. Pesquisas recentes sugerem que a ilha era desabitada até à chegada de navegantes malaios, cerca do primeiro século da nossa era, pelo sul da Índia e da África Oriental, onde adquiriram esposas e escravos africanos. Migrações subsequentes da Ásia e África consolidaram esta mistura original, e 18 diferentes grupos tribais surgiram. Os malaios são os traços mais comuns em pessoas que vivem na parte central da ilha, os "merina" (3 milhões) e "betsileo" (2 milhões). Os habitantes da costa são de origem africana.

Os maiores grupos costeiros são os betsimisaraka (1,5 milhões) e os grupos tsimihety e sakalava (700 000 pessoas cada um).

A maioria da população segue práticas religiosas tradicionais, as quais enfatizam as ligações entre a vida e a morte, acreditando que a morte une os seus antepassados em uma faixa de divindade e que os antepassados estão muito interessados no destino de seus descendentes vivos. Esta comunhão espiritual é celebrada pelos merinas e pelos betsileos praticando famadihana ou a "volta dos mortos". Neste ritual, os restos mortais de parentes são retirados do túmulo da família, embrulhados em mortalhas de seda novas e recolocados no túmulo, na sequência de uma cerimônia festiva em sua homenagem.

Cidades mais populosas[editar | editar código-fonte]

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Províncias de Madagáscar.

Madagáscar divide-se em seis províncias, subdivididas em 148 departamentos. As províncias têm o nome da respectiva capital. São:

  1. Antananarivo
  2. Antsiranana
  3. Fianarantsoa
  4. Mahajanga
  5. Toamasina
  6. Toliara

Economia[editar | editar código-fonte]

Antananarivo, capital e principal centro financeiro do país.

A economia de Madagascar assenta essencialmente na agricultura, na criação de gado e nas pescas. Embora o arroz seja a principal cultura, é o café que representa fatia ao nível da exploração. Destacam-se outras culturas, como a cana-de-açúcar, da mandioca e de frutos como banana, a maçã, o ananás ou laranja. Quando à agronomia, saliente-se a dificuldade do governo de Madagáscar em fomentar a criação de gado bovino para consumo alimentar, em virtude do carácter religioso que estes animais assumem perante certas camadas da população. Contudo, é abundante a criação de outros animais como as ovelhas, as cabras, as galinhas e os porcos.

A industria mineira está pouco desenvolvida, sobretudo por causa dos escassos recursos minerais, havendo a destacar, apenas os depósitos de titânio, considerados os maiores do mundo. Em relação a indústria manufatureira, ela incide sobretudo no tratamento do arroz, da madeira e do papel.

A moeda usada desde o século XVII era o "Ariary", que consistia em 720 "variraiventy", um pedaço de prata equivalente ao peso de um grão de arroz. O sistema "ariary" não é decimal e é dividido em 5 "iraimbilaja", o qual significa "um peso de ferro", na língua malgaxe é um quinto do "ariary".[carece de fontes?]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Festas e feriados
Data Nome em português Nome local Notas
1 de janeiro Ano-Novo Taom-baovao O primeiro dia do ano é feriado no país.
Segunda-feira a seguir à páscoa Alatsinain'ny Paska A páscoa ocorre no primeiro domingo após a primeira Lua Cheia do outono.
29 de março Comemoração dos mártires de sublevação de 1947. Martioran'ny tolona tamin'ny 1947 Comemoração dos máritres de sublevação que sucederam o dia 27 de março de 1947.
1 de maio Dia do Trabalho Fetin'ny asa Tradicionalmente o dia de muitos acontecimentos políticos e sindicais em Madagáscar.
25 de maio Dia da África Andron'i Afrika Comemoração da criação da antiga OUA, em 25 de maio de 1963, que foi substituída pela União Africana (UA) em 9 de julho de 2002.
Quinta-feira, quarenta dias depois da Páscoa Ascensão Andro niakarana Ascensão de Jesus Cristo ao céu.
Sexta-feira seguinte ao sétimo domingo após a páscoa Pentecostes Alatsinain'ny Pentekosta Descida do Espírito Santo entre os apóstolos.
26 de junho Dia da independência Fetim-pirenena Comemoração à independência da França, en 26 de junho de 1960.
15 de agosto Assunção de Maria Asompsiona Assunção de Maria de Nazaré
1 de novembro Dia de todos os santos Fetin'ny olo-masina
25 de dezembro Natal Krismasy Nascimento de Jesus Cristo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Flag-map of Madagascar.svg Madagáscar
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens