Madain Saleh

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Sítio arqueológico de al-Hijr (Madā'in Ṣāliḥ) *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Thamudi.jpg
Tumbas do grupo al-Khuraymat group, Mada'in Saleh.
País Arábia Saudita
Critérios ii, iii
Referência 1293
Coordenadas 26° 48′ N 37° 56′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 2008  (32ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
Relógio de sol de pedra arenito com inscrição aramaica do século I a.C., achado em Mada'in Saleh.

Mada'in Saleh ou Madain Saleh (em árabe: مدائن صالح ; transl.: madāʼin Ṣāliḥ, "Cidades de Saleh"), também denominada al-Hijr ("lugar da rocha"), é uma antiga cidade localizada a norte de Hejaz, Arábia Saudita, a 22 km da cidade de al-`Ula (em árabe العلا). Na Antiguidade, a cidade era habitada por thamudis e nabateus, sendo denominada como Hegra.[1]

Algumas das inscrições encontradas na zona estão datadas por volta do segundo milênio a.C. Contudo, todos os elementos arquitetônicos remanescentes datam-se do período das civilizações Thamudi e Lihyan.

Em 2008, a UNESCO proclamou Mada'in Saleh como Patrimônio da Humanidade, tornando-se o primeiro lugar da Arábia Saudita.[2]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Mada'in Saleh é considerada como os segundos restos da cultura nabateia mais importante após Petra. Nabatae.net indica que 131 túmulos encontram-se dispersadas ao longo de 13,4 quilômetros com cisternas, muralhas, torres, etc.[3]

Referências

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «Mada'in Saleh».

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Madain Saleh