Madalena de La-Tour de Auvérnia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Madalena de La-Tour de Auvérnia
Duquesa de Urbino, Condessa de Bolonha, Senhora de St Saturnin[1]
Cônjuge Lourenço II de Médici
Descendência
Catarina, Rainha da França
Casa Real La-Tour de Auvérnia
Casa de Médici
Pai João III, Conde de Auvérnia
Mãe Joana de Bourbon, Duquesa de Bourbon
Nascimento 1498 (516 anos)
Morte 28 de abril de 1519 (21 anos)
Florença

Madalena de La-Tour de Auvérnia (149828 de abril de 1519) foi a filha mais nova de João III de La-Tour (1467 - 28 de março de 1501), Conde de Auvérnia e Lauraguais, e Joana de Bourbon-Vendôme (1465–1511).[2] Ela foi a penúltima representante do ramo sênior da casa de La-Tour de Auvérnia. Madeleine talvez seja mais conhecida por ser a mãe de Catarina de Médici, a futura Rainha da França.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Negociações de casamento[editar | editar código-fonte]

Como parte de seus esforços para ganhar poder na Itália, Francisco I de França virou-se para fazer determinadas alianças estratégicas. Em 8 de dezembro de 1515, ele e o Papa Leão X se conheceram e assinaram um acordo de amizade, em que Francisco concordou em garantir a autoridade do Vaticano sobre a Igreja Católica na França, e Leão prometeu apoiar a reivindicação de Francisco ao trono de Nápoles.[3] Este acordo, como a maioria dos outros da época, foi cimentado com uma aliança de casamento. O sobrinho de Leão, Lourenço II de Médici, tinha acabado de se tornar o líder da república florentina em 1516. Francisco escreveu para parabenizá-lo, afirmando: "Tenho a intenção de ajudá-lo com todo o meu poder. Também quero casar você com alguma senhora bonita e boa de nascimento nobre e de minha família, de modo que o amor que eu carrego você pode crescer e ser reforçado".[4] A "boa senhora" da proposta de Francisco: sua rica e distante parente Madeleine. Lourenço devidamente aceitou, pois foi uma grande honra estar ligada à família real francesa, especialmente desde que ele era apenas um plebeu, ainda que extremamente rico.[5] Para Madeleine e sua família, eles ficaram encantados de estarem amarrados na esfera do próprio Papa.[6]

Festas de casamento[editar | editar código-fonte]

Ela se casou com o Lourenço II de Médici no Castelo de Amboise em 05 de maio de 1518.[7] Seu casamento foi um festival suntuoso que marcou não só a sua união, mas também o nascimento de um delfim para Francisco I.[8] Tal como acontecia com as outras festividades Francisco ao longo de toda a sua vida, descobriu-se muito proeminente na dança. Dança foi feita principalmente no estilo italiano. Setenta e duas senhoras estavam disfarçadas de italianas, alemãs e outros trajes elegantes, para fazer uma exibição bastante rica de seda e de cor.[8] Francisco deu a Madeleine 10 mil moedas de ouro, enquanto Lourenço ofereceu ricos presentes a nobreza da França.[9]

Morte[editar | editar código-fonte]

Ela morreu na Itália, pouco antes de seu marido em 28 de abril do ano seguinte, o que se acredita ter sido a peste (alguns especulam que ele pode ter tido sífilis dado a ela de seu marido). Ela tinha acabado de dar à luz uma filha, Catarina de Médici (1519-1589), a futura rainha consorte da França.[10]

Herança[editar | editar código-fonte]

Como ambos os pais foram mortos, Madeleine e sua irmã mais velha, Ana compartilharam extensas propriedades em Auvérnia, Clermont, Berry, Castres, e Louraguais.[7] Anne herdou Auvérnia e se casou com John Stewart, segundo duque de Albany em 1505. Ela sobreviveu a Madeleine por cinco anos, mas morreu sem filhos, após o que os Concelhos de Auvérnia e de Boulogne, bem como o Barão de La Tour passou a sua filha Catarina de Médici e depois para a coroa francesa.

Notas

  1. GeneWeb Quando sua irmã mais velha, Ana, tornou-se Condessa de Auvérnia, Madeleine recebeu o título de condessa de Boulogne e Senhora de São Saturnino.
  2. Frieda (2003), p. xiii.
  3. Kent (2004), p. 66.
  4. Somervill (2006), p. 19.
  5. Somervill (2006), pp. 18-19.
  6. Kent (2004), p. 68.
  7. a b Frieda (2003), p. 21.
  8. a b McGowan (2008), p. 135.
  9. Somervill (2006), pp. 20-21.
  10. Frieda (2003), pp. 13-14.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Frieda, Leonie. Catherine de Medici (em inglês). Londres: Orion Books, 2003. ISBN 0-06-074493-6
  • Kent, Princess Michael of. The Serpent and the Moon: Two Rivals for the Love of a Renaissance King (em inglês). Nova Iorque: Touchstone Books, 2004. ISBN 0-7432-5106-7
  • McGowan, Margaret M.. Dance in the Renaissance: European Fashion, French Obsession. New Haven: Yale University Press, 2008. ISBN 0-300-11557-1
  • Somervill, Barbara A.. Catherine de Medici: The Power Behind the French Throne (em inglês). Minneapolis: Compass Point Books, 2006. ISBN 0-7565-1581-5