Magno (cônsul em 460)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Magno (cônsul 460))
Ir para: navegação, pesquisa

Flávio Magno (ca. 390 ou 405 - 475), conhecido apenas como Magno, foi um político poderoso da Gália, onde era muito respeitado por sua integridade e sabedoria prática durante os anos finais do Império Romano do Ocidente. Ele foi um senador romano de Narbona (então Narbo), cônsul de Roma, com Flávio Apolônio, em 460, e prefeito pretoriano da Gália em 469.

Família[editar | editar código-fonte]

Seu pai, nascido por volta de 380, pode ter sido o filho de Enódio, o procônsul da África. Ele podere ter sido Flávio Felix (380-430), cônsul de Roma em 428, que se casou com Padusia e foi supostamente um antepassado de Felix, cônsul de 511. Sua mãe (n. 385) era filha de Flávio Júlio Agrícola, cônsul de Roma em 421 e pai do imperador Ávito.

Ele foi o pai de:

  • Enódio (pai de Cinegia?)

Fontes e referências[editar | editar código-fonte]

  • Sidônio Apolinário, The Letters of Sidonius (Oxford: Clarendon, 1915), pp. clx-clxxxiii
  • Christian Settipani, Les Ancêtres de Charlemagne (France: Éditions Christian, 1989).
  • Christian Settipani, Continuite Gentilice et Continuite Familiale Dans Les Familles Senatoriales Romaines A L'epoque Imperiale, Mythe et Realite, Addenda I - III (juillet 2000- octobre 2002) (n.p.: Prosopographica et Genealogica, 2002).