Major Alvega

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Major Alvega é uma personagem fictícia, ás da aviação anglo-portuguêsa da RAF (Royal Air Force, a Força Aérea britânica), e herói da série de banda desenhada que fez grande furor nas décadas de 1960 e 1970 em Portugal, aparecendo recorrentemente nas páginas de pequeno formato da revista juvenil "O Falcão" [1] .

No título original em inglês chamava-se "Battler Britton - England's Fighting Ace of Land, Sea and Air" [2] [1] e foi criado em 1956 para a revista britânica Sun, por Mike Butterworth (argumento) e Geoff Campion (desenho) e chegou a ser desenhado por vários desenhistas de renome tais como, Hugo Pratt, José Ortiz, Dino Battaglia ou Luigi (Gino) D'Antonio para a revista Fleetway [2] . Foi protagonista das mais variadas aventuras, todas caracterizadas por muita acção, suspense e um toque de humor, nas quais defrontou (e venceu) alguns dos mais importantes intervenientes da Segunda Guerra Mundial: Rommel, Goering, Hitler e Mussolini.

No entanto, numa época em que a censura (ao serviço de um Estado Novo fervorosamente nacionalista) obrigava todos os heróis do género a figurarem nomes portugueses (e por consequência alguma forma de ascendência lusa), o protagonista seria rebaptizado por Mário do Rosário, director da revista "O Falcão", e por Anthímio de Azevedo, o tradutor, para Jaime Eduardo de Cook e Alvega, um ribatejano por via paterna e inglês por via materna, que teria estudado em Coimbra, tendo também sido alterada a sua patente de tenente-coronel para Major [2] [1] .

Série televisiva[editar | editar código-fonte]

O Major Alvega veria a sua última aventura impressa em 1987, mas acabaria por retornar num novo formato, a televisão. No fim da década de 1990 do século XX, a RTP daria nova vida ao personagem numa série que combinava actores verdadeiros, como Ricardo Carriço (Major Alvega), Rosa Bella (Fräulein Schmidt), António Cordeiro (Von Block) e Henrique Canto e Castro (Sir Hugh) com cenários de animação e a narração de Fernando Pessa. Produzida pela Miragem e realizada por Henrique Oliveira, a série constituiu um avanço importante em termos de originalidade e técnica de produção em Portugal, apesar da curta duração da mesma.

Referências

  1. a b c F. Cleto e Pina (2006-07-05). Major Alvega de volta aos quadradinhos Jornal de Noticias. Página visitada em 26 de Março de 2011.
  2. a b c Pedro Cleto (20 de Outubro de 2008). "É visível o prazer que tive em desenhá-lo" Bedeteca. Página visitada em 13 de Agosto de 2013.