Makoto Kobayashi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Makoto Kobayashi Medalha Nobel
Física
Nacionalidade Japão Japonês
Nascimento 7 de Abril de 1944 (70 anos)
Local Nagoya
Atividade
Campo(s) Física
Alma mater Universidade de Nagoya
Orientador(es) Shoichi Sakata
Conhecido(a) por Matriz CKM
Prêmio(s) Prêmio Sakurai (1985), Prêmio Asahi (1995), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (2008)

Makoto Kobayashi (小林 誠, Kobayashi Makoto?) (Nagoya, 7 de Abril de 1944) é um físico japonês.

Foi laureado com o Nobel da Física de 2008, juntamente com Toshihide Maskawa e Yoichiro Nambu, "pela descoberta da origem da violação da simetria, que prediz a existência de pelo menos três famílias de quarks na natureza." [1] [2] [3]

Seu artigo "Violação CP na teoria renomalizável da interação fraca" [4] (1973), escrito com Maskawa, está entre os três documentos de energia física mais citados..[5]

Como resultado deste trabalho, foi desenhada a matriz Cabibbo-Kobayashi-Maskawa (matriz CKM), que define os parâmetros de mistura entre quarks. O ansatz CKM postulou a existência de uma terceira geração de quarks - hipótese confirmada experimentalmente quatro anos depois, com a decoberta do quark Bottom.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Albert Fert e Peter Grünberg
Nobel de Física
2008
com Yoichiro Nambu e Toshihide Maskawa
Sucedido por
Charles Kao, Willard Boyle e George Smith


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.