Malice in the Palace

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Malice in the Palace
Três sujeitos piramidais (BR)
 Estados Unidos
1949 • pb • 15 min 
Direção Jules White
Roteiro Felix Adler
Elenco Moe Howard
Larry Fine
Shemp Howard
Vernon Dent
George J. Lewis
Frank Lackteen
Everett Brown
Johnny Kascier
Joe Palma
Género Comédia
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Malice in the Palace (br.: Três sujeitos piramidais) é um filme estadunidense curta-metragem de 1949, dirigido por Jules White. É o 117º filme de um total de 190 da série com os Três Patetas produzida pela Columbia Pictures entre 1934 e 1959.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Os Três Patetas são garçons do Café Casbah Bah (um restaurante do Oriente Médio) e recebem como clientes os bandidos Hassan Ben Sober ("Já fui sóbrio", segundo a dublagem brasileira, interpretado por Vernon Dent) e Gin-A Rummy (George J. Lewis). A dupla planeja roubar a tumba do faraó Rootentooten, onde se encontra um valioso diamante, mas o Emir de Schmow (chamado pela dublagem brasileira de Xuxu El Salame, interpretado por Johnny Kascier) chega na frente e pega a jóia. Os bandidos desistem do plano mas os Três Patetas decidem recuperar o diamante e com isso pedirem uma recompensa ao governo.

Os Três Patetas chegam ao palácio do Emir, disfarçados de Papai Noel. Depois de muita confusão e perseguição por um guarda negro gigante com uma imensa espada, os Patetas recuperam o diamante e escapam do palácio.

Curly Howard[editar | editar código-fonte]

De acordo com o The Three Stooges Journal ("Diário dos Três Patetas"), uma parte do roteiro fora escrita para Curly. Contudo, suas cenas foram cortadas e Larry assumiu o papel que era o do chefe da cozinha. Se Curly aparecesse, essa seria a segunda vez — após Hold That Lion! — em que os quatro Patetas originais estariam presentes num mesmo filme. Curly não pôde trabalhar mais pois sua saúde piorou e ele veio a falecer em 1952.

Notas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]