Malika Mokeddem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Malika Mokeddem (Kenadsa, 5 de outubro de 1949) é uma escritora argelina, nascida em uma família nômade.[1]

Após lutar a longo da sua adolescência pelo acesso à educação, conseguiu estudar medicina em Orã e depois no exílio em Paris.[1] Em 1977 deixou a Argélia, evitando assim um casamento arranjado entre famílias. Instalada em Montpellier como nefróloga qualificada, num momento da sua vida decidiu abandonar a prática de sua especialidade para atender aos imigrantes e aos excluídos de um bairro pobre. Atualmente mora em Perpinhão, onde combina o exercício da nefrologia com a literatura. [2]

Entre as suas obras mais conhecidas e premiadas estão Os homens que caminham (1990), O século das lagostas (1992), Sonhos e assassinos (1995), La nuit de la lézarde (1998), N'zid (2001) e La transe des insoumis (2006).[1]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.