Malom e Quiliom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Malom (em hebraico: מחלון) e Quiliom (em hebraico: כליון) foram dois irmãos mencionados no livro de Rute. Eles foram os filhos de Elimeleque, da tribo de Judá, e sua esposa Noemi. Juntamente com seus pais, eles se estabeleceram na terra de Moabe, durante o período dos juízes de Israel, em virtude da fome que havia na terra[1] . Malom casou-se com a mulher moabita Rute[2] , enquanto Quiliom casou-se com Orfa.

Elimeleque e seus filhos morreram em Moabe, deixando Noemi, Ruth e Orfa viúvas. Após receber notícias de que Deus voltou a trazer comida à terra de Judá, Noemi volta para Israel, mas aconselha suas noras à retornarem às casas de suas mães. Orfa atende ao conselho de Noemi, porém Rute escolhe ficar com ela e se converter ao judaísmo.

Já na terra de Israel, Boaz, um parente resgatador compra todas as posses de Elimeleque e seus dois filhos das mãos de Noemi, além de estabelecer um casamento levirato com Rute, um ato que iria garantir que o nome do Malom não fosse esquecido, uma vez que qualquer criança que ela concebesse seria considerada como se fosse filho de Malom. Após casar-se com Boaz, Rute teve um filho, chamado Obede (biologicamente de Boaz, mas contando-se como se fosse de Malom), o qual tornou-se o avô paterno do rei Davi.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.