Mama-cadela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMama-cadela
Mamacadela.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Rosales
Família: Moraceae
Género: Brosimum
Espécie: B. gaudichaudii
Nome binomial
Brosimum gaudichaudii
Tréc.

A mama-cadela (Brosimum gaudichaudii), também conhecida por mamica-de-cadela, algodão-do-campo, amoreira-do-campo, mururerana, apé, conduru, inhoré (no Ceará), é um arbusto lactescente e de pequeno porte muito comum na zona dos cerrados do Centro-Oeste brasileiro. Tem ramos cilíndricos, escuros e estriados e folhas duras, elípticas ou oblongas, sem pêlos na página superior e pubescente na inferior. Tem as flores reunidas em um receptáculo globosos, na axila das folhas, e frutos amarelo-alaranjados, semelhante às mamas de uma cadela, com cerca de dois centímetros de diâmetro.

Propriedades medicinais[editar | editar código-fonte]

O princípio ativo encontrado na planta é uma furocumarina, o "bergapteno", presente nas raízes, cascas e frutos verdes. É utilizado principalmente no tratamento de vitiligo e outras doenças que causam despigmentação.

Usos / Indicações[editar | editar código-fonte]

Bronquites, discromia, gripes, má-circulação do sangue, pele despegmentadas pelo vitiligo ou por outras manchas, úlcera gástrica, resfriados.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • ___. Plantas que curam - Volume II.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Rosales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.