Man'yōshū

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Man'yōshū (万葉集, man'yōshū?, "Coleção das Dez Mil Folhas") é a mais antiga coleção da poesia japonesa, compilada em torno de 759 d.C., durante o período Nara. Seções desta coleção estão preservadas na biblioteca da Universidade Colúmbia. A antologia é uma das mais reverenciadas dentre as compilações poéticas japonesas. Acredita-se que o compilador seja Ōtomo no Yakamochi , apesar de inúmeras outras teorias terem sido propostas. A coletânea contém poemas de 3471 a 759 d.C,2 a maioria deles representando o período posterior a 600. A coletânea é dividida em vinte partes ou livros; este número se manteve na maior parte das coletâneas posteriores. A coletânea contém 265 chōka (長歌, poemas longos?), 4.207 tankas (短歌, poemas curtos?), um tan-renga (短連歌, curto poema conectivo?), um bussokusekika (仏足石歌?) (poemas sobre os caminhos de Buda no Yakushi-ji em Nara, quatro kanshi (poemas chineses), e 22 passagens de prosa chinesa. Diferentemente de outras coletâneas, como a Kokin Wakashū ,não há prefácio.

Referências

  1. Satake (2004: 527)
  2. Satake (2004: 555)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Japão é um esboço relacionado ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.