Mana (músico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mana (Hiroshima) é um músico, empresário e estilista japonês, famoso por ter sido líder e guitarrista da banda de visual kei Malice Mizer. É considerado um forte representante do movimento Gothic Lolita japonês, tendo ajudado a popularizá-lo. Moi Dix Mois é o seu atual projeto solo.

Infância[editar | editar código-fonte]

Ainda cedo, Mana foi introduzido à música clássica por seus pais, ambos professores de música. A música clássica tem permanecido como uma influência em seu trabalho desde então. Ele era um garoto agitado: preferia jogar futebol com os amigos na rua do que aprender piano com seus pais.

Adolescência[editar | editar código-fonte]

No colégio, Mana preferia as aulas de arte da pintura e escultura, mas os meninos eram obrigados a entrar em um esporte. Para não chamar a atenção, o músico participou do time de handebol. Na adolescência descobre o "heavy metal" e pede aos seus pais uma guitarra. Seus pais não compreendem o seu objetivo e lhes dão o instrumento, mas não o que Mana desejava. Ele nunca utilizou a guitarra que os seus pais lhe deram, pois comprara ele mesmo uma guitarra elétrica[carece de fontes?].

Chegou a montar uma banda chamada Ves.tearge. Mais tarde, ingressou numa banda punk em Osaka, chamada Girl'e, onde compôs sua primeira canção: "AntiWar". Nessa época Mana usava o pseudônimo de Serina e, junto ao grupo, lançou uma fita demo com duas músicas.

Malice Mizer[editar | editar código-fonte]

Algum tempo depois, Mana se mudou para Tóquio onde pretendia iniciar sua carreira. De incicio, trabalhou em um restaurante, onde lá conhecera Közi, seu futuro parceiro musical. Juntos, Mana e Közi ingressaram em uma nova banda, chamada Matenrou, onde Mana entrara como baixista e Közi como guitarrista. Com o termino do Matenrou, Közi e Mana, que compartilhavam semelhanças musicais, fundaram o Malice Mizer.

Como guitarrista e líder da banda, Mana foi o principal compositor e quem tinha o poder de decisão junto ao restante do grupo. O Malice Mizer, que nasceu no ano de 1992, manteve-se na ativa até o ano de 2001 — embora a banda tenha sofrido algumas mudanças da sua formação original até a última.

Após vários anos de sucessos, no dia 11 de dezembro de 2001, o grupo anunciou a sua separação.

Moi Dix Mois[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de março de 2002, dia do seu aniversário, Mana anunciou oficialmente a formação do seu novo projeto solo, Moi dix Mois, que significa "Eu dez Meses" (em francês). Como se trata de um projeto solo do ex-líder do Malice Mizer, a banda passa por constantes mudanças, como troca de membros e sonoridades diferentes a cada álbum. Além de líder e compositor, ele é guitarrista, e o figurino de todos os membros do projeto é inteiramente produzido pela grife Moi-même-Moitié.

Moi-même-Moitié[editar | editar código-fonte]

Criada em 1999, a Moi-même-Moitié nasceu para que Mana pudesse expressar suas afinidades em relação à moda Gothic Lolita, já existente no Japão desde a década de 1980. A grife, cujo nome tem um significado ególatra ("Minha mesma Metade"), possui apenas dois estilistas: o próprio Mana e Alice Kobayashi.

Com o slogan "Elegant Gothic Lolita Aristocrat Vampire Romance", Mana criou para si a visão pessoal dos estilos já existentes. Dessa maneira nasceu o Elegant Gothic Lolita e o Elegant Gothic Aristocrat. Atualmente, o site CD Japan exporta peças da grife, como acessórios (bolsas, jóias, luvas, etc) e roupas. Também há uma loja na França, intitulada "Harajuku", que vende peças de várias grifes japonesas, dentre elas, a Moi-même-Moitié.

Comportamento[editar | editar código-fonte]

Mana-sama não fala em público. Justificou-se dizendo "Expresso-me através de minha música". Invariavelmente, quando concebe entrevistas gravadas para a televisão, Mana responde através de seus vocalistas ou representantes.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.