Manbij

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Manbij ou Hierápolis Bambyce foi uma antiga cidade da Síria.

Era um santuário desde um tempo muito recuado, mas registros históricos só começam na época dos Selêucidas, que a fizeram a principal cidade na estrada entre Antioquia e Selêucia. Também se tornou um centro de adoração da deusa Atargatis. No século III se tornou capital da província do Eufrates, e uma das maiores da Síria, mas logo caiu em ruínas. Haroun al-Raschid a restaurou e no século VIII se tornou motivo de disputa entre bizantinos, árabes e turcos. Foi capturada pelos cruzados no século XII, mas Saladino a reconquistou em 1175. Depois foi sede dos mongóis de Hulagu, que a destruíram. Hoje restam apenas suas ruínas, formando um importante sítio arqueológico.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Manbij», especificamente desta versão.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Síria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.