Mangalarga paulista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A raça Mangalarga (ou sela brasileiro) é uma raça de cavalos que se desenvolveu no Brasil a partir dos cavalos trazidos de Portugal. Seu início foi o mesmo que do mangalarga marchador porém, quando a família Junqueira se mudou de Minas Gerais para São Paulo, e levou consigo animais desta linhagem, iniciou a selecioná-los em outra direção. Devido a isso, é comumente denominado mangalarga paulista, para evitar que se confunda com o mangalarga marchador.

O seu andamento intermediário típico é denominado marcha trotada ou marcha diagonal, enquanto o mangalarga marchador pode apresentar a marcha batida ou a marcha picada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Larousse dos Cavalos, São Paulo, SP: Larousse do Brasil, 2006
  • Antônio Carlos Bellini Amorim: Mangalarga: O Cavalo de Sela Brasileiro, São Paulo, SP: Bellini Cultural, 2008
  • João Francisco Franco Junqueira: Os Cavalos de João Francisco Diniz Junqueira, São Paulo, SP: Via Impressa Edição de Artes, 2004
  • José Oswaldo Junqueira? Referencial Mangalarga 89, São Paulo, SP: BG Cultural, 1989
  • José Oswaldo Junqueira: Referencial Mangalarga 97, São Paulo, SP: BG Cultural, 1997
  • Raul Sampaio de Almeida Prado: Raízes Mangalarga, São Paulo, SP: Empresa das Artes, 2008
  • José Hamilton Ribeiro: O Cavalo Mangalarga, Labtec, 1980
  • Antônio Carlos Rodrigues: O Cavalo Mangalarga, São Paulo, SP: Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga, 1980
  • Fausto Simões: Mangalarga e o Cavalo de Sela Brasileiro, São Paulo, SP: Editora dos Criadores, 1976 (1978?), 1979 [2ª edição revista], 1983 [3ª edição]
  • Antônio Prates Trivelin: Contribuição ao Estudo da Raça Mangalarga no Estado de São Paulo, Piracicaba, SP: ESALQ – Escola Superior Agronômica “Luiz de Queiróz” da USP – Universidade de São Paulo, 1959

Ligações externas[editar | editar código-fonte]