Mangalitsa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma fêmea mangalitsa nos jardins do monastério franciscano de Kadaň, República Tcheca(2008)
Mangalitsas em Weinegg, Zurique, Suíça.

Mangalitsa é uma raça de porcos originária principalmente da Hungria e dos Bálcãs. Pertence a raças de porcos européias não melhoradas (tal como o porco negro ibérico e o porco alentejano) que são descendentes diretamente das populações de javalis selvagens. 1

Nome[editar | editar código-fonte]

O reformador da língua sérvia Vuk Stefanović Karadžić deu à raça o nome Mangalica, que descreve araça como um 'porco com muita banha'. 2

História[editar | editar código-fonte]

A raça foi desenvolvida de antigos tipos de porcos húngaros selvagens (Bakonyi e Szalontai) cruzados com a raça de origem sérvia Šumadija (1833)3 (e depois outros como o Alföldi ou os croatas Šiška e Syrmien)4 . O desenvolvimento ocorreu na Hungria no começo do século XIX.3 O novo porco de crescimento rápido e do "tipo gordo" não exigia nenhum cuidado especial, tornando-se muito popular na Hungria. Para o aprimoramento da raça, a Sociedade Nacional de Criadores de Porcos Gordos (Mangalicatenyésztők Országos Egyesülete) foi criada em 1927.3 O mangalitsa foi a mais importante raça suína na região até 1950 (o número de porcos na Hungria em 1943 era de 30.000). 3 Desde a década de 1950 a popularidade, assim como a população do mangalitsa vem diminuindo dentro do contexto da disseminação da melhor alimentação e de invenções como o refrigerador.5 Atualmente, a criação como hobby do mangalitsa tem se tornado.3 O número atual de mangalitsas na Hungria é levemente superior a 4.500, a maioria deles pertencentes a empresa espanhola Monte Nevado [9]

Em março de 2006, 17 mangalitsas foram importados da Áustria para o Reino Unido. Foram registrados com o BPA (British Pig Association) e as linhagens (pedigrees) estão sendo mantidas pelo BPA Mangalitza Herd Book (Livro de Rebanho Mangalitsa da BPA).

Em agosto de 2007 a Wooly Pigs, uma companhia norte-americana, importou um rebanho da Áustria.

Características físicas[editar | editar código-fonte]

A raça de porcos mangalitsa (também grafado Maнгулица em cirílico , Mangulica, Mangalica ou Mangaliza, em Húngaro Mangalica, em Romeno Mangaliţa, em alemão Mangalitza ou Wollschwein) é diferenciada pela sua rica e espessa pelagem, que pode ser amarela, preta e raramente vermelha.6 O mangalitsa amarelo (szőke) é o mais comum e popular.3 O esqueleto é suave, mas forte.3 A pele sob a pelagem é preta-acizentada; as partes visíveis são pretas assim como as tetas e cascos.3 O número de tetas na fêmea varia entre 10 e 12.4 Na parte inferior da orelha pode-se encontrar uma mancha brilhante (de cerca de 2,54 cm de diâmetro), chamada de "mancha de Wellmann".3 A raça é admiravelmente robusta e adaptável às pastagens montanhosas e às baixas temperaturas.7 Também é extremamente resistente a doenças e ao estresse.1

Criação[editar | editar código-fonte]

O mangalitsa produz pouca carne magra e por isso tem sido gradualmente substituído por modernas raças domésticas. É normalmente alimentado com uma mescla de pasto selvagem, suplementada com batatas e abóboras produzidas na fazenda.3

O produto primário feito deste porco é a salsicha, normalmente embalada no duodeno do porco. A carne moída é temperada com sal, pimenta, páprica doce e outros temperos. É então comida em fatias com vegetais em conserva. A carne de porco também é servida estufada com chucrute, batatas e pimentões recheados como acompanhamento. Os fazendeiros também produzem presunto defumado.6 A carne fresca tem sabor forte e suculento; os leitões são mais preferidos por suas boas qualidades de carne fresca.8

O peso de abate (para produção de carne) é geralmente alcançado após 12 meses de idade9 .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Heath Putnam: Wooly Pigs [1] (inglês)
  2. B92 - Život - Teorija o Svačemu - Povratak dugodlakih lutalica [2] (em sérvio)
  3. a b c d e f g h i j Dr. Radnóczi László: The Hungarian Mangalica [3] (inglês)
  4. a b Interessensgemeinschaft der Wollschweinzüchter Österreichs [4] (em alemão)
  5. Salvan breed of pig-like Hungarian Iberian — translated article [5] (inglês)
  6. a b The Slow Food Foundation for Biodiversity [6] (inglês)
  7. Pig Breeds in USSR [7] (inglês)
  8. Breeds of Livestock — Switzerland [8]
  9. http://www.nytimes.com/2009/04/01/dining/01pigs.html?em

Ligações externas[editar | editar código-fonte]