Manhã de Carnaval

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde dezembro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
"Manhã de Carnaval"
Canção de

Manhã de Carnaval é o nome da canção mais popular de Luiz Bonfá e Antônio Maria, gravada na trilha sonora do filme Orfeu Negro, em 1959. Esta canção se tornou tradicional nos meios de jazz estadunidense e é tocada regularmente também por muitos artistas internacionais. A canção é considerada uma das mais importantes canções no mercado do jazz brasileiro nos Estados Unidos da América, que ajudou a estabelecer o movimento da bossa nova no final da década de 1950.

Existem também outras versões da música com letra adaptada para o inglês, mas a versão mais popular, até mesmo no estrangeiro, ainda é a de nome e letra em português.[1] Vários grandes nomes da música já interpretaram esta canção, com versões instrumentais ou a versão original com vocais, nomes como: Chet Atkins, John McLaughlin, George Benson, Placido Domingo, Stan Getz, Cher, etc.

Manhã de Carnaval introduziu Luiz Bonfá à fama com reconhecimento internacional em 1959: apresentando a bossa nova ao mundo todo com sua vasta produção sonora em discos de diversos artistas; com o lançamento internacional do filme Orfeu Negro; e, com a apresentação de vários shows de Luiz Bonfá no exterior além de outros nomes populares do mercado de música internacional interpretando esta canção ao vivo nos auditórios de outros países (ver gravações abaixo).

A canção de Orfeu Negro[editar | editar código-fonte]

Embora a maioria das canções do filme "Orfeu Negro"[2] tenham sido compostas por Antônio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes, enquanto que Manhã de Carnaval era apenas uma das duas canções do compositor, Luiz Bonfá---a outra canção sendo "Samba de Orfeo"---, "Manhã de Carnaval" foi a canção que ficou popularizada e consagrada internacionalmente como o tema do filme. Tal foi o sucesso de Luiz Bonfá com "Manhã de Carnaval" que esta levou-o para os EUA para uma série de aparições na TV.

Gravações de Manhã de Carnaval[editar | editar código-fonte]

(Todas versões abaixo foram lançadas com o nome de "Manhã de Carnaval" e cantadas em Português, exceto onde anotado)

(Nota: Luiz Bonfá toca violão e Perry Como canta com letra adaptada em Inglês)

  • Luiz Bonfá, "Plays and Sings Bossa Nova, " faixa #5, LP (1962), CD (2000), selo: Polygram Records,

(Nota: Luiz canta e toca nesta gravação. Letra em Português), lançamento original: EUA, Março 1962.

(Note: Perry canta em Inglês sua versão de 1963, "Carnival")

(Esta é uma versão com letra em Inglês com título: Carnival)

  • Dinah Shore, canta (em Portuguese) durante um episódio de "Dinah Shore" um Show da temporada (1964-65) da rede de TV da ABC, EUA 1964.

(Nota: Dinah canta em Português, mas ela começa com a segunda estrofe e depois repete a mesma)

(Esta é a mesma versão que a de Perry Como lançada em 1963 mas desta vez pelo título: "Manhã de Carnaval.")

  • Cher, "Backstage", LP (1968), faixa #2, selo: MCA (EUA), 1968

(Nota: Cher canta a versão em inglês, chamada "Carnival")

(Nota: Frank lança a versão com letra em inglês, inédita, de "A Day in the Life of a Fool" ---Trad. Pt. "Um Dia na Vida de um Tolo.")

  • Clara Nunes, e Paulo Gracindo, "Brasileiro Profissão Esperança, " faixa #7, LP, selo: Odeon, Brasil (1974)
  • Joan Baez, "Joan Baez In Concert, " "First 10 Years" e "Golden Hour, Vol.2, " CD, selo: Vanguard Records,(EUA) Janeiro 1976.
  • Cal Tjader, “Grace Cathedral Concert [LIVE],” faixa #3, CD, selo: Fantasy (EUA), Maio de 1976.
  • Earl Klugh, "Living Inside Your Love (Remastered), " CD, faixa #8, selo: Blue Note (EUA), 1976.
  • Tori Amos, "Mission Impossible 2 Soundtrack",(2000) Hollywood Records, faixa #15, Maio de 2000
  • Julio Iglesias, "Mañana de Carnaval, ", Ao vivo em Jerusalém, DVD, selo: Xenon, 1981 e compacto, selo: SMI Artist, (Países Baixos), Novembro de 1978.

(Nota: Julio canta versão em espanhol)

(Nota: Luís canta versão em espanhol)

(Note: VHS lançado em Inglês pela Polygram Records, em 28 de julho de 2001, contém a seleção na faixa #20. EUA)

Versão com letra em outras línguas[editar | editar código-fonte]

Várias versões com letra em outras línguas foram escritas. Embora não tão popular como a versão em português,[3] a canção pode ser encontrada com letra em inglês, em espanhol e noutras línguas também, mas nenhuma outra versão se tornou tão popular como a versão original de Luiz Bonfá e Antônio Maria.

  • Luís Miguel como Julio Iglesias cantam a versão popular em espanhol, com título Mañana de Carnaval, embora com ritmos bem diferentes em cada versão hispânica.
  • Cher, George David Weiss, Hugo Peretti, e Luigi Creatore escreveram uma letra chamada, Carnival. Esta foi a versão gravada por Perry Como em 1963, e de novo, com o nome original, Manhã de Carnaval, três anos depois, em 1966.[4]
  • Carl Sigman escreveu versão de letra em inglês intitulada A Day in the Life of a Fool, novamente adaptando à música original de Luiz Bonfá.[5]
  • Ziad Al Rahbani, compositor libanês, adaptou em 2002 Manhã de Carnaval com o nome Shou Bkhaf, em árabe (trad. Pt. "Como Temo"), com letra de Ziad Al Rahbani---um dos líderes em Jazz Oriental.
  • Fairouz, cantora libanesa bem conhecida no mundo árabe, lançou a canção em seu álbum intitulado Wala Kif.

Trívia[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • 2004 - Manhã de Carnaval é usada para o filme de Kim Ki-duk, Bin-jip (título internacional em inglês 3-Iron).
  • Orfeu Negro, o filme para qual esta canção fora escrita, ganhou um Oscar de Melhor Filme de Língua Estrangeira, 1959.[6]

Referências