Manhunt 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manhunt 2:
Produtora Rockstar London (PC & PS2)
Rockstar Leeds (PSP)
Rockstar Toronto (Wii)
Rockstar Vienna (2004-2006)
Editora(s) Rockstar Games
Motor RenderWare
Plataforma(s) Wii, PSP, Playstation 2, PC
Data(s) de lançamento EUA - 2007
Gênero(s) Stealth,Tiro em terceira pessoa,Survival horror,terror
Número de jogadores 1
Classificação BBFC (Reino Unido)
Inadequado para menores de 18 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 18 anos i DEJUS (Brasil)
Inadequado para menores de 17 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 18 anos i PEGI (Europa)
Inadequado para menores de 18 anos i USK (Alemanha)
Média DVD
Controles joystick

“Manhunt 2” é um jogo eletrônico desenvolvido pela Rockstar[1] e registra a sequência do “Manhunt”, lançado em 2003. O jogo foi inicialmente lançado na América do Norte, para as plataformas Wii, Playstation 2 e PSP (Playstation portable) no dia 31 de outubro de 2007. Inicialmente, estava previsto ser lançado em julho, porém foi suspenso devido a uma rejeição de avaliação proveniente do Reino Unido e da Irlanda. Nos Estados Unidos da América, a venda do jogo foi restringida a adultos, com o pretexto de ser um jogo demasiado violento.

Manhunt 2 é frequentemente citado como um dos jogos mais violentos de todos os tempo. A versão para PC do jogo foi banida no Reino Unido, na Irlanda, na Itália e na Suíça, todas as versões do jogo são banidas na Nova Zelândia. As versões para consoles possuem as execuções censuradas. O jogo tem múltiplos reviews.[2]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogo é bastante parecido com o primeiro da série. É um jogo stealth dividido em fases. A característica mais marcante são as execuções, existem três níveis de execuções, cada nível mais violentos que o outro e pode se usar armas brancas e de fogos para aplicá-las. Para evitar que os inimigos notem a presença do jogador, ele pode se esconder nas sombras presentes no cenário.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Daniel Lamb é um ex cientista internado em um sanatório privado pelo Projeto, corporação que trabalha com um programa secreto de criação de armas baseadas em drogas com o qual já foi envolvido. Uma noite, Daniel consegue fugir do sanatório com a ajuda de Leo Kasper, um misterioso homem.

Daniel quer saber quem ele é, já que sofre de perda de memória, porém, por algum motivo, o Projeto quer ele morto, e manda gangues de mercenários e caçadores de recompensas atrás dele e Leo. Durante o jogo, Daniel tem vários flashbacks que lhe revelam segmentos de um passado sombrio.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O desenvolvimento do jogo começou em 2004 na sede de Viena da Rockstar Games, logo depois do Primeiro Manhunt lançado em 2003 nos Estados Unidos.

Houve cinco atores confirmados para dar voz aos diálogos do jogo. Embora dois deles tenham permanecido no anonimato, o terceiro ator, James Urbaniak, anunciou publicamente a sua voz no seu blog no dia 16 de março de 2006, a qual só foi removida dias depois. Em relação às outras vozes, os dubladores assumiram terem dado a voz ao jogo, sendo que um deles também gravou a sua voz para o Manhunt original, como James Urbaniak.

Gangues[editar | editar código-fonte]

  • Equipe Do Asilo: Os coordenadores do Asilo Dixmor. Eles são pagos pelo O Projeto para manter os internos em ordem com força bruta e dopando - os constantemente.
  • Watchdogs: A equipe de "limpeza total" do Projeto. Matam qualquer um que sabe demais do Projeto e destrói evidencias que revelam a existência do Projeto. Eles usam terno preto e chapéus "fedora" preto, alguns usam mascara cirúrgicas e óculos de sol.
  • The Perverts: Usam Máscara de couro de animal e trabalham em um clube de sexo. Eles são contratados pelo Projeto a atrair o sujeito para "O Calabouço" um local em baixo do clube, prometendo mais ação, lá os clientes azarados são torturados e seus corpos são desmembrados de vários modos.
  • Bloodhounds: Mercenários que foram contratados pelo Projeto para matar Danny e Leo. Eles estão muito entusiásticos com o trabalho.
  • Red Kings: Gangue de rua local. Danny e Leo são forçados a ir em um certo ponto do território deles.
  • Projeto Milícia: O próprio exército privado do Projeto. Eles usam farda militar e são uma elite e força combatível brutal.
  • Polícia e SWAT: Coação de lei regular que aparece principalmente nas fases Flashback. Eles fecham um bairro residencial inteiro à procura de Leo.
  • A Legião: Um grupo de ocupantes do Asilo Dixmor, ocupam a mesma parte do edifício como Danny Lamb em " Awakening ". São vistos com bandagens grandes que cobrem certas partes do corpo deles/delas e estão usando gimp como máscaras e outros couros iguais a aparelhos nos corpos deles. Eles usam o mesmo uniforme de ocupante como Danny e Leo. Eles também perturbam Danny dizendo coisas, como, que ele pudesse fixar o cérebro dele e que aquelas pontes na cabeça dele estão quebradas e vão explodir.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências