Manuel Rodrigues de Arzão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Manuel Rodrigues Arzão. (desde abril de 2014)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Manuel Rodrigues de Arzão (São Paulo, c. 1617, — c. 1700) foi um sertanista brasileiro.

Em 1642 casou com Maria Afonso de Azevedo, filha de João Peres Cañamares.

Capitão e administrador da aldeia de índios do Real Padroado de Barueri, em 5 de outubro de 1671; capitão de infantaria da ordenança da vila de São Paulo em 6 de outubro de 1677. Foi grande sertanista, fazendo uma entrada em 1662 que talvez tenha palmilhado o célebre sertão dos Cataguases.

Silva Leme descreve sua famíia em sua «Genealogia Paulistana», volume VII , página 316: era filho de Cornélio de Arzão, dito «o flamengo», e de Elvira Rodrigues,