Maquete eletrônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de maquete eletrônica de um edifício

Maquete eletrônica, também conhecida por maquete digital ou virtual, é a simulação volumétrica de um desenho industrial ou projeto arquitetônico/urbanístico produzido em ambiente gráfico-computacional, utilizando modelagem tridimensional.[1] Geralmente é criada por arquitetos, designers, ou desenhistas utilizando um software de modelagem 3D. Apresenta níveis distintos de detalhamento, podendo ser meramente esquemática, detalhada ou foto-realística.

Histórico e evolução[editar | editar código-fonte]

A evolução da simulação de formas e espaço arquitetônico em ambiente gráfico-computacional está diretamente relacionada a evolução equipamentos de hardware e aplicativos ou softwares.

A maquete eletrônica é na verdade uma evolução das perspectivas à mão feitas em aquarela, nanquim ou aerógrafo.

Com o avanço da tecnologia muitos artistas tiveram se adaptar à nova realidade imposta pelo mercado de trabalho.

Nos últimos anos, com o "boom" imobiliário a maquete eletrônica ganhou notoriedade, se tornando umas das mais utilizadas armas de venda, valorizando os espaços oferecidos.

Esta grande demanda fez com que surgisse muita oferta, que vai de artistas que trabalham em casa até empresas de grande porte.

Um exemplo do crescimento deste mercado é a Crystal CG que é uma empresa chinesa, conhecida mundialmente, que possui cerca de 3000 funcionários.

Outras reconhecidas empresas são as americanas Neoscape e Spine 3D, as inglesas Neighbourhood, Smooth, Uniform e Squint/Opera, a espanhola Urban Simulation e as também chinesas Dans e Sunup CG.

Apesar de novo, este ramo possui muitos seguidores. Foram criadas feiras específicas para este público em todo o mundo. Até um concurso para os melhores do ramo foi criado, uma espécie de "Oscar" da computação gráfica, o "CG Architects Awards".

Software Dedicado[editar | editar código-fonte]

Existem atualmente diversos aplicativos para geração destas maquetes.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Silvana Rocha Brandão Machado, Maryse Melul. Computação Gráfica em Escritórios de Projeto. [S.l.]: Brasport, 2005. 20 p. ISBN 85-7452-196-5
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.