María Isabel (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
María Isabel
Si tu supieras
Maria Isabel (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 43 minutos
Criador(es) Yolanda Vargas Dulché
País de origem  México
Idioma original (em espanhol)
Produção
Diretor(es) Miguel Córcega
Mónica Miguel
Produtor(es) Carla Estrada
Elenco Adela Noriega
Fernando Carrillo
Lorena Herrera
Patricia Reyes Spíndola
Jorge Vargas
Emoé de la Parra
José Carlos Ruiz
Sabine Moussier
Yadhira Carrillo
ver mais
Tema de abertura «Si tu supieras» por Alejandro Fernández
Exibição
Emissora de
televisão original
México Canal de las Estrellas

Brasil SBT

Transmissão original México 4 de agosto de 1997 - 6 de fevereiro de 1998
N.º de episódios México 125
Cronologia
Último
Último
La jaula de oro
La usurpadora
Próximo
Próximo
Programas relacionados María Isabel (1966)
María Isabel (filme)
El amor de María Isabel

María Isabel (no Brasil: Maria Isabel) foi uma telenovela mexicana, produzida por Carla Estrada para a Televisa e exibida no horário das 21h do Canal de las Estrellas entre 4 de agosto de 1997 e 6 de fevereiro de 1998, contando com um total de 60 capítulos, substituíndo La jaula de oro e substituída por La usurpadora.

Este é um remake da telenovela original de Yolanda Vargas Dulché, María Isabel, sobre uma indígena do grupo étnico Huichóis que encontra o amor na cidade junto a um milionário, no entanto sua classe e educação provocam diversos conflitos com sua família e a família de seu marido. Vargas Dulché foi responsável pela adaptação da história junto com René Muñoz.

Foi protagonizada por Adela Noriega e Fernando Carrillo, com as participações antagônicas de Lorena Herrera, Emoé de la Parra e Jorge Vargas. A telenovela é relatada por diversas etapas segundo a vida da protagonista.

Foi transmitida no Brasil pelo SBT na sessão Tarde de Amor, entre 20 de novembro de 2000 e 19 de fevereiro de 2001, em 66 capítulos, substituíndo Sigo Te Amando e substituída por Camila. Nesta exibição, María Isabel venceu o filme Super Xuxa contra Baixo Astral, exibido em dezembro de 2000 na Rede Globo.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

María Isabel é uma indía pobre, generosa e honesta. Ela vive com o pai dela e a segunda esposa dele que odeia María Isabel. A melhor amiga dela é Graziela, a filha de Félix Pereira, um homem rico, cruel e insensível. As duas meninas crescem juntas. Graziela se apaixona por um engenheiro mas o pai dela decide a se casar com o filho de um amigo dele. Ela fica grávida do engenheiro que conhece e se apaixona.

Graziela tem medo da ira do pai, ela deixa a cidade natal dela com María Isabel quando ela fica sabendo que seu grande amor e pai da filha que carrega no ventre morreu em um acidente. As duas jovens vão para Guadalajara onde Graziela dá a luz a uma menina e morre alguns dias depois. María Isabel vai então para o México onde ela tenta todo tipo de trabalho para elevar a menina. Depois, alguns anos ela conhece Ricardo Mendiola, que a emprega como uma empregada na casa dele.

Ricardo é um engenheiro rico e generoso que trata a María Isabel com respeito. María Isabel fica apaixonada por ele mas ela mantém isto em segredo por muitos anos. Um incidente a faz confessar o amor dela e o Ricardo percebe então que ele também está apaixonado por ela e decide a se casar. Todo mundo está contra este casamento, mas depois de muito sofrimento e muitos obstáculos, eles finalmente ficam juntos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Equipe de produção[editar | editar código-fonte]

Transmissão simultânea[editar | editar código-fonte]

Se fez uma conexão simultânea entre esta telenovela e Desencuentro, a telenovela produzida por Ernesto Alonso. O personagem de Ernesto Laguardia, Luis Torres, aparece na segunda metade da história de María Isabel, resgatando Gloria e seu novio. Desencuentro, dentro de seu horário, também apresentou os personagens e feito a partir do ponto de vista da Luis Torres. Esta foi a primera vez que 2 telenovelas no ar ao mesmo tempo, fazem um crossover. Conexões como as de Mi pequeña traviesa com Preciosa, Gotita de amor com El diario de Daniela, Locura de amor com Primer amor a mil por hora, El juego de la vida com Clase 406 e Una familia con suerte com Por ella soy Eva não se contam pois apenas se conectarom no último e primeiro capítulo de suas histórias, mas não em transmissão simultânea. Este sucesso de conexão simultânea se deu-se mais uma vez em 2008 entre as telenovelas Al diablo con los guapos e Las tontas no van al cielo.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Premios TVyNovelas 1998[editar | editar código-fonte]

Categoria Nomeado(a) Resultado
Melhor atriz juvenil Adela Noriega Ganhadora

Exibição internacional[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos Univision / Galavisión / Telefutura
Peru America Televisión
Roménia Acasa TV
República Dominicana Telemicro
Chile Mega e La Red
Espanha Hogar 10
Brasil SBT
Paraguai Telefuturo
Colômbia Canal A, Inravisión, RTI Televisión, DFL Televisión, Coestrellas, Proyectamos Televisión CPS Televisión (1998) / Canal Uno, Jorge Barón Televisión, Colombiana de Televisión, Producciones PUNCH, Producciones Telecolombia (1999)
Equador Gama TV Canal Uno
México TLNovelas
Venezuela Venevisión
Polónia TVN
México Canal de las Estrellas
Eslovénia Kanal A
Costa Rica Canal 2 Univisión de Costa Rica

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Outro Canal: Xuxa perde para novela mexicana do SBT Folha de São Paulo UOL (18 de dezembro de 2000). Visitado em 14 de outubro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]