Mar de Okhotsk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mar de Okhotsk.

O Mar de Okhotsk, também grafado Mar de Ocótsqui[1] (do russo Okhotskoe more), faz parte do Oceano Pacífico ocidental, estendendo-se entre a península de Kamchatka e as ilhas Curilhas a leste, a ilha japonesa de Hokkaido a sul e a ilha Sacalina a costa oriental da Sibéria, entre as ilhas Shantar e Okhotsk, a oeste e, a norte, a costa sul da extremidade oriental da Sibéria, entre Okhotsk e o golfo de Shelikhov.

Liga-se ao mar do Japão através do golfo de Sacalina e do golfo da Tartária a oeste da ilha Sacalina, e pelo estreito de La Pérouse ao sul da mesma ilha. Sem contar com as ilhas costeiras, a única ilha do mar de Okhotsk é a remota e minúscula ilha de São Jonas (Ostrov Svyatovy Iony).

A maior parte do mar de Okhotsk, exceto a área em torno das Curilas, congela durante o inverno. No verão, os icebergs descongelam e o mar volta a ser navegável.

Referências

  1. LEONARD, J. N. Japão Antigo. Tradução de Thomas Scott Newlands Neto. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 8,9.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.