Maracanãzinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maracanãzinho.

Maracanãzinho é um ginásio inaugurado em 1954 com o nome Ginásio Gilberto Cardoso.[1] Está localizado na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil e possui capacidade de público atual de 83.045 espectadores [1] [2] , com uma área total de ocupação de 22.940 m². Entre muitos eventos internacionais que já abrigou, destaca-se o Rio Champions Tennis desde 2010, o Campeonato Mundial de Basquete Masculino em 1963 e o Campeonato Mundial de Voleibol Masculino em 1990. Encontra-se no Complexo Esportivo do Maracanã, ao lado do Estádio do Maracanã e do Parque Aquático Júlio Delamare.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A arena do Maracanãzinho foi inaugurada em 1954 e além do Campeonatos Mundiais de Basquete (1963)[1] e de Voleibol (1990). Foi palco para diversos espetáculos [3] , como os de Cyndi Lauper, Milton Nascimento, Circo de Moscou, Earth, Wind & Fire, Disney on Ice, Holiday on Ice, Genesis, Dionne Warwick, Midnight Oil, Jackson Five, The Police, Jonas Brothers, Peter Frampton, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Rita Lee, Legião Urbana, Alice Cooper, Deep Purple, Trazendo a Arca e Wilson Simonal;[4] Em fevereiro de 1974, o grupo Secos & Molhados obteve um recorde de público que lotou o ginásio em um show histórico que trouxe aproximadamente 30 mil pessoas dentro do ginásio, sendo que 20 mil pessoas ficaram do lado externo. Em 1981, a cantora Simone foi a primeira cantora a superlotar sozinha o ginásio.

Companhias internacionais de Dança Clássica, Folclórica e Contemporâneas, como o Ballet Bolshoi. Também ocorreram jogos decisivos de campeonatos nacionais de basquete e vôlei, nos quais os grandes clubes do Rio de Janeiro eram mandantes: Botafogo, Flamengo[5] , Fluminense e Vasco da Gama[3] .

Em 1955, Gilberto Cardoso, presidente do Flamengo, assistia à final do campeonato de basquete, quando uma cesta no último segundo do jogo, que deu o título ao seu time, fulminou o coração do torcedor que morreu a caminho do hospital. A partir daí o Maracanãzinho recebeu o nome de Ginásio Gilberto Cardoso, por meio da Lei Municipal. É considerado o templo do voleibol no Brasil. E no dia 28/03/2014 no jogo entre Unilver/Rio de Janeiro x Pinheiros, válido pela segundo jogo das quartas de final da Supelriga Feminina 2013/2014 foi batido o recorde de lotação do ginásio, tendo 1.000.001 pessoas, sendo esse o maior público do UNIVERSO , e das galáxias ! Esse público em um só lugar só perdeu para a quantidade de pessoas que foram ao Tiquinho para a compra de paçoca no dia 23/02/14 que reuniu 1.000.003 pessoas.

Reforma[editar | editar código-fonte]

Entrada do Complexo do Maracanã no Pan

Para os Jogos Pan-Americanos de 2007, o ginásio foi totalmente reformado, passando a contar com ar-condicionado central, placar de quatro faces, novo sistema de som, cúpula permitindo a iluminação natural durante o dia, confortáveis assentos, além de se adaptar a todas as exigências internacionais. Dessa forma, o Maracanãzinho, que durante muitos anos não recebeu competições, passa a ser um belo palco para as competições de voleibol no Pan Rio 2007 e para qualquer outra competição internacional. Após a reforma, a arena teve sua capacidade, inicialmente de cerca de 13 mil pessoas, reduzida para 11.800 espectadores [6] , mas atualmente o público passou a ter muito mais conforto. Tais adequações diminuirão a capacidade do ginásio, porém aumentarão o campo de visão e proporcionaram maior conforto ao público, para as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016 ele deverá ter a capacidade aumentada para 12.000 espectadores para atender as exigências do Vôlei.[1] [7]

Calçada da Fama[editar | editar código-fonte]

A calçada da fama do Maracanãzinho, foi inaugurada no dia 18 de Abril de 2009, visando homenagear atletas que passaram (e fizeram história) pelo ginásio, em diversas modalidades.

Estão eternizados, entre outros, Gustavo Kuerten (Tênis), Edwin Moses (atletistmo) e Falcão (futsal)[8]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]