Marais Viljoen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Marais Viljoen
Presidente da África do Sul África do Sul
Período de governo 4 de Junho de 1979
a 4 de Setembro de 1984
Antecessor(a) Balthazar Johannes Vorster
Sucessor(a) Pieter Willem Botha
Vida
Nascimento 2 de Dezembro de 1915
Robertson Cabo
Morte 4 de janeiro de 2007 (91 anos)
Pretória, Gauteng
Nacionalidade Sul-africano
Dados pessoais
Primeira-dama Dorothea Maria Brink
Profissão politico

Marais Viljoen (Robertson, 2 de Dezembro de 1915 - Pretória, 4 de Janeiro de 2007) foi o último Presidente de Estado cerimonial da África do Sul entre 4 de Junho de 1979 e 3 de Setembro de 1984.

Início de Vida[editar | editar código-fonte]

Marais era o mais novo de seis irmãos. Casou no dia 20 de Abril de 1940 com Dorothea Maria Brink (17 de Setembro de 19175 de Outubro de 2005), e teve uma filha desse casamento, que por sua vez lhe deu um neto. Antes de entrar para a carreira política, trabalhou num Posto de Correios, e depois no jornal em Língua africâner, Die Transvaler, editado por Hendrik Verwoerd, que mais tarde se tornou Primeiro-Ministro.

Carreira Política[editar | editar código-fonte]

Marais serviu como deputado por Alberton, próximo de Joanesburgo, como Presidente do Senado, e como Presidente de Estado interino entre 21 de Agosto e 10 de Outubro de 1978, antes de B.J. Vorster ter sido eleito para a posição por curto período de tempo. Marais era visto como um membro relativamente moderado de Partido Nacional, que instituiu o apartheid.

Presidente de Estado[editar | editar código-fonte]

Depois da resignação de Vorster, em 1979, Marais ocupou o posto de Presidente de Estado de 4 de Junho de 1979 a 3 de Setembro de 1984. O cargo de Presidente de Estado da África do Sul durante esse tempo era meramente um posto cerimonial, tal como o de Governador-Geral, que veio substituir em 1961.

De acordo com a Constituição da República da África do Sul de 1983, a posição de Presidente de Estado deixa de ser uma posição cerimonial e passa a ter uma função executiva. Marais retirou-se e foi sucedido por P. W. Botha, que fora até 1984 o Primeiro-Ministro.

Morte[editar | editar código-fonte]

Marais Viljoen, faleceu em Pretória, aos 91 anos, devido a uma falha cardíaca.

Precedido por
Nicolaas Johannes Diederichs
Presidente-de-estado da África do Sul
(em exercício)

1978
Sucedido por
Balthazar Johannes Vorster
Precedido por
Balthazar Johannes Vorster
Presidente-de-estado da África do Sul
1979 - 1984
Sucedido por
Pieter Willem Botha