Marc-René de Voyer de Paulmy d'Argenson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marc-René de Voyer de Paulmy
Nascimento 13 de dezembro de 1623
Blois
Morte maio de 1700 (76 anos)
Veneza
Nacionalidade Royal Standard of the King of France.svg francesa
Ocupação político, diplomata

Marc-René de Voyer de Paulmy d'Argenson (Blois, 13 de dezembro de 1623 - Veneza, maio de 1700) seigneur d'Argenson et de Vueil-le-Mesnil, conde de Rouffiac, foi um diplomata e político francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de René de Voyer de Paulmy d'Argenson e de Hélène de La Font, era advogado de profissão e foi eleito conselheiro para o parlamento de Rouen em 26 de agosto de 1642, foi intendente subdelegado de seu pai nas eleições em Saintes e Cognac em 1 de novembro de 1644, e nas gerais de Poitiers em 2 de janeiro de 1646.

Nomeado maître des requetés em 4 de agosto de 1649, em 4 de setembro se tornou Conseiller d'Etat e substituiu seu pai como embaixador francês para o República de Veneza, onde então morou até 28 de novembro de 1655. Em 25 de janeiro de 1654 o rei da França elevou Rouffiac, em Angoumois, para a posição de condado em favor de Marc-René. Marc-René recebeu cartas-patente como honorário maître des requetés em 14 de fevereiro de 1657.

Em setembro de 1656 entrou para a Companhia do Santíssimo Sacramento, uma sociedade secreta com o objetivo de difundir a religião católica. Além de escrever os Anais da sociedade, compôs muitas obras piedosas, que foram destruídas no incêndio do Louvre em 1871. Algumas de suas correspondências com o outrora famoso escritor de cartas, Jean-Louis Guez de Balzac (1597-1654), foram publicadas.

Em 8 de maio de 1650 se casou com Marguerite Houlier de La Pouyade. Eles tiveram sete filhos:

  • Marc-René de Voyer de Paulmy d'Argenson, se tornou tenente-general de polícia;
  • Antoinette-Catherine (nascida em 28 de janeiro de 1654, Veneza), em 17 maio de 1667 se casou com Louis de Valory, seigneur d'Estilly;
  • Françoise, morreu sem deixar filhos;
  • François-Hélie (nascido em 22 de setembro de 1656), prior de Saint-Nicolas de Poitiers e arcebispo de Bordeaux;
  • Thérèse-Hélène, morreu sem deixar filhos;
  • Marie-Scholastique (nascida em 10 de fevereiro de 1661), irmã carmelita em Angoulême;
  • Joseph-Ignace (30 de dezembro de 1662-1690), nomeado cavaleiro de Malta em 30 de março de 1666, embora ainda fosse menor de idade.

Referências

Wikisource  "Argenson". Encyclopædia Britannica (11th). (1911). Ed. Chisholm, Hugh. Cambridge University Press. 

  • Fr. Rabbe, “Compagnie du Saint-Sacrement,” na Revue historique (novembro de 1899)
  • Beaucher-Filleau, Les Annales de la compagnie du Saint-Sacrement (Paris, 1900)
  • R. Allier, La Cabale des dévots (Paris, 1902)