Marcador isotópico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Marcador isotópico ou marcação isotópica é uma técnica para rastrear a passagem de uma amostra de substância através de um sistema. A substância é 'marcada' ao incluir isótopos pouco usuais em sua composição química. Se estes isótopos não usuais são detectados posteriormente em certa parte do sistema, deveriam originar-se da substância marcada.[1]

Na marcação isotópica comum, existem duas formas de detectar a presença de isótopos de marcação. Dado que isótopos têm diferentes massas, podem ser separados usando espectrometria de massa. Outra consequência da diferença na massa é que as moléculas que contém isótopos tem diferentes modos vibracionais; estes podem ser detectados por espectroscopia de infravermelho

A marcação isotópica também pode ser usada para estudar uma reação química. Neste método, átomos específicos são substituídos por um isótopo em uma molécula reagente que, então, participa em uma reação química. Mediante espectroscopia, por exemplo espectroscopia de ressonância magnética nuclear, é possível identificar onde um fragmento molecular particular no reagente termina como um fragmento particular em umo dos produtos de reação.

Um exemplo do uso do marcador isotópico é o estudo do fenol (C6H5OH) em água, ao substituir-se hidrogênio (prótio) com deutério (marcado com deutério). Ao acrscentar-se fenol à água deuterada (água que contém D2O além do H2O usual), se observa a substituição de deutério por o hidrogênio no grupo hidroxilo do fenol (resultando em C6H5OD), indicando que o fenol sofre rapidamente reações de intercâmbio de hidrogênio com a água. Só o grupo hidroxilo é afetado, indicando que os outros 5 átomos de hidrogênio não participam nestas reações de intercâmbio.

Marcador radioisotópico[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de es:Marcado isotópico. Ajude e colabore com a tradução.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Arthur W. Adamson; Química física, Volumen 1 (books.google.es)