Marcelo Melo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tenista Marcelo Melo
Melo RG13 (2) (9386470928).jpg
Alcunha(s) Girafa
País  Brasil
Residência Belo Horizonte
Data de nasc. 23 de Setembro de 1983 (31 anos)
Local de nasc. Belo Horizonte
Altura 2,03m
Peso 87kg
Treinado por Daniel Melo
Profissionalização 1998
Mão Direita
Prize money US$ 2,021,505 Fonte
Simples
Vitórias-Derrotas 1-0
Títulos 0
Melhor ranking N° 273 (21 de novembro de 2005)
Duplas
Vitórias-Derrotas 276-194
Títulos 13
Melhor ranking N° 3 (6 de outubro de 2014)
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália 3R (2014)
Open da França QF (2010, 2012)
Wimbledon F (2013)
U.S. Open SF (2013, 2014)
Torneios principais de duplas
Tour Finals Final (2014)
Jogos Olímpicos Quartas (2012)
Duplas Mistas
Vitórias-Derrotas -
Títulos {{{títulosmistas}}}
Melhor ranking
Resultados de Grand Slam de duplas mistas
Open da Austrália SF (2010)
Open da França F (2009)
Wimbledon SF (2010)
U.S. Open QF (2013)
Última atualização em: 6 de outubro de 2014.

Marcelo Pinheiro Davi de Melo (Belo Horizonte, 23 de setembro de 1983), apelidado de Girafa, é um tenista mineiro profissional brasileiro. Destaca-se no jogo de duplas, onde chegou ao posto de nº 3 do mundo em 2014.

Ao lado de seu principal companheiro André Sá, ele atingiu as semifinais nas duplas do Torneio de Wimbledon de 2007 e quartas-de-final no US Open de 2007. Em 2009, ele chegou a final das duplas mistas no Torneio de Roland-Garros com a norte-americana Vania King, tornando-se o sétimo brasileiro a chegar à final de um Grand Slam, e a primeira desde Gustavo Kuerten.

Tenista que tem uma família numerosa no tênis, o irmão mais novo de Daniel Melo cresceu em Belo Horizonte, tendo um início de carreira com inúmeros títulos em duplas, mas em simples não teve grandes destaques. Ele se caracteriza por sua grande altura, 2,03m, o que facilita seu estilo de jogo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

2007[editar | editar código-fonte]

Após jogar com vários parceiros compatriotas em duplas, foi atuando ao lado de André Sá que ele viveu seu período de maior brilho, chegando às semifinais de Wimbledon em duplas, no ano de 2007[1] , com partidas que chegaram a durar quatro horas, e depois chegando às quartas-de-final do Aberto dos Estados Unidos, também ao lado de André Sá. Ainda em 2007, eles conquistam o título do torneio ATP de Estoril, em Portugal, e o challenger de Bermudas.[2]

O resultado para um exame anti-doping em 2007 resultou positivo para o tenista. Ele apenas teria tomado remédios para dor de cabeça, mas como o fármaco continha substâncias proibidas, Marcelo acabou ficando dois meses suspenso. Voltou à competição em novembro de 2007, e na primeira oportunidade, venceu o torneio challenger de Buenos Aires sem o companheiro André Sá, que também não esteve no triunfo de duplas em Adelaide, na primeira semana de 2008, quando Melo jogou com o argentino Martin Garcia. [2]

2008[editar | editar código-fonte]

Em 2008, Melo fez parceria fixa com André Sá e tiveram uma boa campanha, conquistando 3 ATPs juntos (Costa do Sauípe, Poertschach e New Haven). Chegaram a disputar vaga para a Masters Cup, onde as 8 melhores duplas do mundo disputam um torneio especial, porém terminaram o ano em 9º lugar no ranking da Corrida dos Campeões, por 2 motivos: Melo se contundiu em Wimbledon e levou um tempo para se recuperar, e devido ao fato de não terem feito nenhuma grande campanha nos Masters Series e Grand Slams, os torneios de maior pontuação. Melo/Sá foram para a Masters Cup, mas como reservas imediatos.[3] Participaram como dupla nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008.[4] [2]

2009[editar | editar código-fonte]

Em 2009 a dupla Melo/Sá venceu 1 ATP e chegou à final de outros 2. Em Roland Garros, Melo conseguiu chegar à final de Duplas Mistas com a americana Vania King, perdendo a final por 2 sets a 1, nos detalhes - desde 2001 nenhum brasileiro chegava à final de um Grand Slam. No ATP 500 de Hamburgo, torneio que outrora fora um Masters Series, Melo, em parceria com o eslovaco Filip Polasek, foi vice-campeão. No final do ano, Melo anunciou o fim da parceria com André Sá e sua nova parceria com Bruno Soares.[2] Melo e Soares são amigos de longa data, tendo se conhecido na infância em Belo Horizonte.[5]

2010[editar | editar código-fonte]

Em 2010, a dupla Melo/Soares chegou à final do ATP 250 de Auckland no início do ano, mas depois não foi bem durante o primeiro semestre, se recuperando em maio, ao obter o título do ATP 250 de Nice. Em Roland Garros, conseguiram derrotar a dupla n.1 do mundo, os irmãos Bob Bryan e Mike Bryan, e chegaram nas Quartas-de-Final. Posteriormente chegaram à semifinal do ATP 500 de Hamburgo e à final do ATP 250 de Gstaad; nas oitavas-de-final do US Open; na final do ATP 250 de Metz; na semifinal do ATP 500 de Tóquio e do ATP 250 de Estocolmo.[2]

2011[editar | editar código-fonte]

Em 2011, na Gira Sul-Americana de Saibro, série de 4 torneios ATP na América Latina, a dupla Melo/Soares obteve 2 títulos seguidos nos ATPs 250 do Chile e do Brasil, e o vice-campeonato do ATP 500 de Acapulco. Ainda conseguiram semifinais nos ATPs 250 de Nice e Eastbourne, e com André Sá, semifinal de Newport. Em agosto, a dupla Melo/Soares chegou na semifinal do ATP 500 de Washington. Em setembro, jogando com Lukas Dlouhy, chegou à final do ATP 250 de Metz; em outubro, com Bruno Soares, chegou à semifinal dos ATP 500 de Tóquio e Valência, e à final do ATP 250 de Estocolmo; e em novembro, foram às quartas-de-final do Masters 1000 de Paris. No final do ano, Marcelo Melo e Bruno Soares desfizeram sua parceria.[2] A dupla ainda se reúne para torneios entre nações, como a Copa Davis e os Jogos Olímpicos.[5]

2012[editar | editar código-fonte]

Em 2012, jogando com Ivan Dodig, foi vice-campeão do ATP 500 de Memphis, e chegou às quartas-de-final de Roland Garros e de Wimbledon. Também foi quadrifinalista do Masters 1000 de Madri com Marin Cilic. Participando dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, junto com Bruno Soares, chegaram às quartas-de-final, depois de derrotarem a dupla Berdych/Stepanek por 24 a 22 no último set. [6] [7]

No segundo semestre de 2012, foi semifinalista do Masters 1000 de Cincinnati, e chegou às oitavas do U.S.Open, junto com Dodig. Em outubro, com Cilic, foi semifinalista do Masters 1000 de Shanghai. Com isto, Melo repetiu seu melhor ranking na carreira, chegando ao 18º posto mundial. [2] Jogando com Bruno Soares, Melo obteve seu 10º título de duplas no ATP 250 de Estocolmo, chegando ao melhor ranking de sua carreira, 17º do mundo. No último torneio do ano, o Masters 1000 de Paris, Melo obteve ótimo resultado ao chegar à semifinal, junto com Cilic.[2]

2013[editar | editar código-fonte]

Em 2013, Melo entrou pela primeira vez no top 10 mundial de duplas ao lado de Ivan Dodig, alcançando a 8ª posição, com um pico na terceira. [2] Os tenistas chegaram à final de Wimbledon,[8] e as semifinais do U.S. Open. Também chegou à semifinal do Masters 1000 de Paris.

Em 2013, Melo venceu o ATP 250 de Brisbane, em sua preparação para o Australian Open, junto com Tommy Robredo. Foi seu 11º título de ATP.[2] Em fevereiro, derrotou os irmãos Bryan dentro dos EUA junto com Bruno Soares, na Copa Davis. Em março, foi às quartas-de-final do Masters 1000 de Indian Wells com Dodig. Chegou à terceira rodada de Roland Garros em maio.[2]

Em outubro, Melo, junto com Dodig, conquistou pela primeira vez um título de Masters 1000, no Masters 1000 de Xangai.[9] Em Novembro, Melo e Soares , à época oitavo e segundo no ranking de duplas, obtiveram vagas para participar pela primeira vez no ATP World Tour Finals. Foram os primeiros brasileiros na disputa desde Gustavo Kuerten em 2000.[5] Melo/Dodig caíram na semifinal para os espanhóis David Marrero e Fernando Verdasco após campanha invicta.[10]

Ranking[editar | editar código-fonte]

  • Atual Ranking de Simples:1361º (4/11/2013)
  • Melhor Ranking de Simples: 273° (21/11/2005)
  • Atual Ranking de Duplas: (4/11/2013)
  • Melhor Ranking de Duplas: (4/11/2013)

Triunfos[editar | editar código-fonte]

Grand Slam[editar | editar código-fonte]

Duplas: 1 (0–1)[editar | editar código-fonte]

Resultado Ano Campeonato Superfície Parceiro Oponentes Placar
Finalista 2013 Wimbledon Grama Croácia Ivan Dodig Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
6-3, 3-6, 4-6, 4-6

Duplas Mistas: 1 (0–1)[editar | editar código-fonte]

Resultado Ano Campeonato Superfície Parceiro Oponentes Placar
Finalista 2009 Roland-Garros Saibro Estados Unidos Vania King Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Liezel Huber
7–5, 6–7(5–7), [7–10]

ATP career finals[editar | editar código-fonte]

Duplas: 29 (13–16)[editar | editar código-fonte]

Legenda
Grand Slam (0–1)
Tennis Masters Cup /
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP Masters Series /
ATP World Tour Masters 1000 (1-2)
ATP International Series Gold /
ATP World Tour 500 Series (0–5)
ATP International Series /
ATP World Tour 250 Series (12–8)
Títulos por Piso
Duro (6–8)
Grama (0–3)
Saibro (7–5)
Carpete (0–0)
Resultado No. Data Torneio Superfície Parceiro Oponentes Placar
Campeão 1. 29 de Abril de 2007 Estoril, Portugal Saibro Brasil André Sá Argentina Martín García
Argentina Sebastián Prieto
3–6, 6–2, [10–6]
Campeão 2. 6 de Janeiro de 2008 Adelaide, Austrália Duro Argentina Martín García Austrália Chris Guccione
Austrália Robert Smeets
6–3, 3–6, [10–7]
Campeão 3. 11 de Fevereiro de 2008 Costa do Sauípe, Brasil Saibro Brasil André Sá Espanha Albert Montañés
Espanha Santiago Ventura
4–6, 6–2, [10–7]
Campeão 4. 18 de Maio de 2008 Pörtschach, Áustria Saibro Brasil André Sá Áustria Julian Knowle
Áustria Jürgen Melzer
7–5, 6–7(3–7), [13–11]
Finalista 1. 9 de Junho de 2008 Londres, Inglaterra Grama Brasil André Sá Canadá Daniel Nestor
Sérvia Nenad Zimonjić
4–6, 6–7(3–7)
Campeão 5. 17 de Agosto de 2008 New Haven, Estados Unidos Duro Brasil André Sá Índia Mahesh Bhupathi
Bahamas Mark Knowles
7–5, 6–2
Finalista 2. 1 de Março de 2009 Delray Beach, Estados Unidos Duro Brasil André Sá Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
4–6, 4–6
Campeão 6. 25 de Maio de 2009 Kitzbühel, Áustria Saibro Brasil André Sá Roménia Andrei Pavel
Roménia Horia Tecău
6–7(9–11), 6–2, [10–7]
Finalista 3. 14 de Junho de 2009 Londres, Inglaterra Grama Brasil André Sá África do Sul Wesley Moodie
Rússia Mikhail Youzhny
4–6, 6–4, [6–10]
Finalista 4. 26 de Julho de 2009 Hamburgo, Alemanha Saibro Eslováquia Filip Polášek Suécia Simon Aspelin
Austrália Paul Hanley
3–6, 3–6
Finalista 5. 11 de Janeiro de 2010 Auckland, Nova Zelândia Duro Brasil Bruno Soares Nova Zelândia Marcos Daniell
Roménia Horia Tecău
5–7, 4–6
Campeão 7. 22 de Maio de 2010 Nice, França Saibro Brasil Bruno Soares Índia Rohan Bopanna
Paquistão Aisam-ul-Haq Qureshi
1–6, 6–3, [10–5]
Finalista 6. 1 de Agosto de 2010 Gstaad, Suíça Saibro Brasil Bruno Soares Suécia Johan Brunström
Finlândia Jarkko Nieminen
3–6, 7–6(7–4), [9–11]
Finalista 7. 26 de Setembro de 2010 Metz, França Duro Brasil Bruno Soares Jamaica Dustin Brown
Países Baixos Rogier Wassen
3–6, 3–6
Campeão 8. 5 de Fevereiro de 2011 Santiago, Chile Saibro Brasil Bruno Soares Polónia Łukasz Kubot
Áustria Oliver Marach
6–3, 7–6(7–3)
Campeão 9. 12 de Fevereiro de 2011 Costa do Sauípe, Brasil Saibro Brasil Bruno Soares Espanha Pablo Andújar
Espanha Daniel Gimeno-Traver
7–6(7–4), 6–3
Finalista 8. 26 de Fevereiro de 2011 Acapulco, México Saibro Brasil Bruno Soares Roménia Victor Hănescu
Roménia Horia Tecău
1–6, 3–6
Finalista 9. 25 de Setembro de 2011 Metz, França Duro (i) República Checa Lukáš Dlouhý Reino Unido Jamie Murray
Brasil André Sá
4–6, 6–7(7–9)
Finalista 10. 23 de Outubro de 2011 Estocolmo, Suécia Duro (i) Brasil Bruno Soares Índia Rohan Bopanna
Paquistão Aisam-ul-Haq Qureshi
1–6, 3–6
Finalista 11. 26 de Fevereiro de 2012 Memphis, Estados Unidos Duro (i) Croácia Ivan Dodig Bielorrússia Max Mirnyi
Canadá Daniel Nestor
6–4, 5–7, [7–10]
Campeão 10. 21 de Outubro de 2012 Estocolmo, Suécia Duro (i) Brasil Bruno Soares Suécia Robert Lindstedt
Sérvia Nenad Zimonjić
6–7(4–7), 7–5, [10–6]
Campeão 11. 6 de Janeiro de 2013 Brisbane, Austrália Duro Espanha Tommy Robredo Estados Unidos Eric Butorac
Austrália Paul Hanley
4–6, 6–1, [10–5]
Finalista 12. 6 de Julho de 2013 Londres, Inglaterra Grama Croácia Ivan Dodig Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
6-3, 3-6, 4-6, 4-6
Campeão 12. 13 de Outubro de 2013 Xangai, China Duro Croácia Ivan Dodig Espanha David Marrero
Espanha Fernando Verdasco
7–6(7-2), 6–7(6–8), [10–2]
Campeão 13. 11 de Janeiro de 2014 Auckland, Nova Zelândia Duro Áustria Julian Knowle Áustria Alexander Peya
Brasil Bruno Soares
4–6, 6–3, [10–5]
Finalista 13. 22 de Fevereiro de 2014 Rio de Janeiro, Brasil Saibro Espanha David Marrero Colômbia Juan Sebastián Cabal
Colômbia Robert Farah
4-6, 2-6
Finalista 14. 20 de Abril de 2014 Monte Carlo, Mónaco Saibro Croácia Ivan Dodig Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
3-6, 6-3, [8-10]
Finalista 15. 10 de Agosto de 2014 Toronto, Canadá Duro Croácia Ivan Dodig Áustria Alexander Peya
Brasil Bruno Soares
4-6, 3-6
Finalista 16. 5 de Outubro de 2014 Tóquio, Japão Duro Croácia Ivan Dodig França Pierre-Hugues Herbert
Polónia Michał Przysiężny
3–6, 7–6(7–3), [5–10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Lista de tenistas do Brasil

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Marcelo Melo


Referências

Tennis pictogram.svg Este artigo sobre um(a) tenista, integrado ao Projeto Tênis, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.