Marco Aurélio Garcia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Marco Aurélio Garcia

Marco Aurélio Garcia (Porto Alegre, 22 de junho de 1941) é um político brasileiro filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). É professor aposentado do Departamento de História da Unicamp, ideólogo da esquerda. Atualmente ocupa o cargo de Assessor Especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou no Colégio Júlio de Castilhos, onde já atuava no movimento estudantil de esquerda.[2] É formado em Filosofia e Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-graduado na Escola de Altos Estudos e Ciências Sociais de Paris. É professor aposentado do Departamento de História da Unicamp e lecionou na Universidade do Chile, na Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Chile) e nas Universidades de Paris-VIII e Paris-X (França).[3]

Nos anos 60, foi vice-presidente da UNE e vereador na cidade de Porto Alegre.

Entre 1970 e 1979, esteve auto-exilado no Chile e na França. Após a anistia, voltou para o Brasil e foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores.

Em 1990, na condição de Secretário de Relações Internacionais do PT, foi um dos organizadores e fundadores do Foro de São Paulo, para reunir todos os grupos de esquerda da América Latina e do Caribe.

Foi Secretário de Cultura nos municípios de Campinas (1989-1990) e São Paulo (2001-2002), e Vice-Presidente do Partido dos Trabalhadores de outubro de 2005 a fevereiro de 2010.

Coordenou o Programa de Governo do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de 1994, 1998 e 2006, e o Programa de Governo da Presidente Dilma Rousseff na eleição de 2010.

É também comumente conhecido por seu acrônimo MAG.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Marco Aurélio Garcia ganhou notoriedade em 2007 quando, através da janela de seu escritório no Palácio do Planalto, foi flagrado fazendo um gesto obsceno enquanto assistia a um telejornal. A cena foi captada por uma câmera da Rede Globo no exato momento em que o Jornal Nacional noticiava a descoberta de um defeito técnico no avião Airbus A320 do acidente do Voo TAM 3054. Na época, a imprensa interpretou o gesto como uma celebração da notícia que eximiria o governo federal de culpa no acidente que causou a morte 199 indivíduos, cuja versão estava diariamente sendo apregoada pela emissora, no bojo da "crise aérea"[4] .

Referências

Precedido por
Tarso Genro
presidente do PT
anos 20062007
Sucedido por
Ricardo Berzoini