Marco Estácio Prisco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Marco Estácio Prisco (em latim Marcus Statius Priscus) foi um militar e senador romano. Foi governador de várias províncias, entre elas a da Britânia por volta de 161.

História[editar | editar código-fonte]

O seu nome completo era Marcus Statius Priscus Licinius Italicus. Pertenceu ao ordo equester. Possivelmente fosse oriundo da Dalmácia, onde os nomes Statius e Priscus eram habituais.

Começou a sua carreira em 132 como prefeito de Roma da coorte IV Lingonum na Britânia. Foi incorporado como Tribuno militar na Legio III Gallica enviada à Judeia para reprimir a Revolta de Bar Kokhba. Pela sua participação na campanha foi condecorado pelo imperador Adriano.

Foi posteriormente Legado da legião X Gemina e Tribuno da I Adiutrix, ambas estacionadas na Panônia Superior.

Serviu depois como procurador na Gália Narbonense, questor, tribuno da plebe e pretor.

Como pretor comandou a Legio XIV Gemina na Panônia e a Legio XIII Gemina na Dácia. Entre 157 e 158 foi governador desta última província, após o qual acedeu ao consulado em 159.

Finalizado o consulado teve ao seu cargo a supervisão do rio Tibre, as suas margens e as águas residuais da cidade.[1]

Entre 160 e 161 foi governador de Mésia. Nesse último ano faleceu o imperador Antonino Pio e Estácio Prisco foi enviado para a Britânia.

Não se têm maiores notícias do seu governo, por demais breve, exceto que seria induzido pelas suas tropas a proclamar-se imperador aproveitando as dificuldades de Marco Aurélio, o qual recusou terminantemente.[2]

Em 162 foi transladado com urgência para a Capadócia para substituir no comando militar a Sedácio Marco Severiano (Sedatius Marcus Severianus), que fora derrotado por Vologases IV da Pártia em Elegeia. Participou da posterior guerra contra o Império Parta, no curso da qual tomou a antiga capital da Armênia, Artaxata.

Foi considerado um homem de honra, de grande capacidade tanto no comando militar bem como no manejo dos assuntos provinciais, nos quais alcançou uma extraordinária experiência.[3]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Anthony Richard Birley, The Roman government of Britain , Oxford University Press, 2005, ISBN 0-19-925237-8
  • Dião Cássio, História Romana.
  • Peter Salway, A History of Roman Britain , Oxford University Press, 2001, ISBN 0-19-280138-4, 9780192801388

Referências

  1. Curador alvei Tiberis et riparum cloacarum Urbis .
  2. Marco Aurélio.
  3. Peter Salway, A History of Roman Britain , Oxford University Press, 2001, ISBN 0-19-280138-4, 9780192801388, Pág.154.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por:
Longino
Governador da Província Romana da Britânia
c.161 - 162
Sucedido por:
Desconhecido
Posterior: Sexto Calpúrnio Agrícola