Marcos Llunas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Marcos Gómez Llunas (Madrid, 19 de setembro de 1971-) é um cantor e compositor espanhol que tem tido sucesso em Espanha e na América Latina e que conhecido no rsto da Europa por ter representado a Espanha no Festival Eurovisão da Canção 1997 que se realizou em Dublin.

Llunas, filho do músico espanhol Dyango, lançou o seu primeiro álbum em 1993. Ele gravou vários singles com sucesso moderado e em 1995 venceu o Festival da Canção OTI que e realizou no Paraguai ela Espanha com a canção "Eres mi debilidad".

Em 1997, Llunas foi escolhido internamente pela TVE para representar a Espanha no 42.º Festival Festival Eurovisão da Canção, com a canção de sua autoria (letra e música) "Sin rencor" . Nesse festival que teve lugar em 3 de maio em Dublin, "Sin rencor" terminou em sexto lugar entre 25 participantes.[1] [2]

Nos anos seguintes à sua participação na Eurovisão, Llunas gravou discos em português e catalão, além da castelhano e teve sucesso nos mercados da América Latina (em especial nos de língua castelhana. O seu mais recente álbum foi lançado em 2004 e desde então não tem lançado discos, se bem que tenha sido júri em vários concursos de talentos.

Disocografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • 1993: Marcos Llunas
  • 1994: Piel a piel
  • 1996: Vida
  • 1997: Mi Historia
  • 1999: Pluja d'estels
  • 2000: Desnudo
  • 2002: Me gusta
  • 2003: Hechicera
  • 2004: Mi retrato


Referências[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Antonio Carbonell
com "¡Ay, qué deseo!"
Espanha no Festival Eurovisão da Canção
1997
Sucedido por
Mikel Herzog
com "¿Qué voy a hacer sin ti?"