Marcos Mazoni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcos Mazoni
Nome completo Marcos Vinícius Ferreira Mazoni
Nascimento 19 de Dezembro de 1960 (53 anos)
Rio Grande do Sul
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Administrador
Principais interesses Software livre e ODF

Marcos Vinícius Ferreira Mazoni, mais conhecido por Mazoni, (19 de Dezembro de 1960), gaúcho, é o atual diretor-presidente do Serpro e um grande entusiasta em Software Livre no Brasil.[1] .

Formação[editar | editar código-fonte]

Formado em Administração de Empresas, pós- graduado em Tecnologia da Informação pela Fundação Getúlio Vargas e em Gestão Empresarial pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Mazoni e Sérgio Amadeu no 2 Fórum Cearense de Software Livre realizado no Ceará na UNIFOR em 2006

Carreira[editar | editar código-fonte]

É o atual diretor presidente do SERPRO, tendo a sua nomeação publicada na edição extra do Diário Oficial da União do dia 31 de maio de 2007. Em 28 de abril de 2011 anunciou em seu twiter o seu possível desligamento da empresa.

Foi diretor, de 2003 a 2006[2] , da empresa estadual de informática do Paraná (Celepar).

Foi presidente da Companhia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul (Procergs), de 1999 a 2002.

Trabalhou , por 20 anos, na Companhia Riograndense de Telecomunicações, onde foi gerente de planejamento operacional (1990-1991)

Software Livre[editar | editar código-fonte]

Mazoni é um dos precursores do movimento de software livre no Brasil, onde ajudou a coordenar o I Fórum Internacional de Software Livre realizado em Porto Alegre em 2000 que é um dos maiores eventos de Software Livre do mundo.

Um dos principais criadores do maior evento de informática do Paraná, a Latinoware - Conferência Latino Americana de Software Livre, evento que é realizado anualmente, no PTI Parque Tecnológico da Itaipu, em Foz do Iguaçu - PR

Na Celepar, Mazoni é considerado um dos principais responsáveis pela adoção de Software Livre na empresa e no Governo do Estado do Paraná. Aumentou o número de funcionários mas gerou uma redução de custos com a adoção do uso do Software Livre.

Principais projetos de grande porte, desenvolvidos em Software Livre no Governo do Paraná, sob sua liderança:

  • Criação do correio Expresso Livre baseado em Software Livre
  • Framework Pinhão (ambiente de desenvolvimento de software, com Software Livre)
  • PORTAL DIA-A-DIA EDUCAÇÃO. Esse projeto possui o APC - Ambiente Pedagógico Colaborativo.
  • Paraná Digital, rede de computadores nas Escolas públicas do estado, em parceria com a UFPR. Esse projeto possui 44.000 estações (multiterminal), em Software Livre.
  • Desenvolvimento de todos os portais e sites do Governo do Paraná em Software Livre, XOOPS
  • Circuito Paranaense de Software Livre
  • Asterisco Paraná, sistema telefônico por VoIP
  • Primeira Lei ODF Open Document Format no Brasil, a Lei 15742/2007 do Paraná

Atualmente no Serpro, como Diretor Presidente da empresa.

Principais projetos de grande porte, desenvolvidos em Software Livre no Governo Federal:

  • Criação do Protocolo Brasília ODF

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Foi contemplado com o prêmio Voo Livre em 2006 entregue pela ONG BrOffice.org.

No dia 7 de maio de 2009, recebe das mãos do presidente Lula a medalha Cruzeiro do Sul, no grau de Grande Oficial, em reconhecimento aos relevantes serviços da organização na área de tecnologia da informação para a Administração Pública Federal.[3]

Referências



Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.