Maria Ana de Bourbon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marie Ana de Bourbon
Mademoiselle de Blois
Condessa de Penthièvre
Duquesa de Étampes
Duquesa de La Vallière
Princesa de Conti
Retrato de Maria Ana por François de Troy.
Cônjuge Luís Armando I de Conti
Nome completo
em francês: Marie Anne de Bourbon
Pai Luís XIV de França
Mãe Louise de La Vallière
Nascimento 2 de Outubro de 1666
Castelo de Vincennes, Vincennes, França
Morte 3 de maio de 1739 (72 anos)
Paris, França
Enterro Igreja de Saint-Roch, Paris, França
Religião Cristianismo
Assinatura
Arms of Marie Anne de Bourbon, Légitimée de France as Princess of Conti.png

Maria Ana de Bourbon (Vincennes, 2 de outubro de 1666 - Paris, 3 de maio de 1739), foi uma dos filhos ilegítimos do rei francês Luís XIV e Louise de La Vallière. Aos treze anos se casou com Luis Armando de Bourbon, Príncipe de Conti, e foi famosa por sua beleza, que manteve ao longo dos anos.

Nasceu secretamente, mas se converteu na filha favorita do rei. Durante sua infância esteve aos cuidados de Madame Colbert, esposa de Jean-Baptiste Colbert, e ao nascer seu irmão, Luis, foram educados juntos.

Em 14 de maio de 1667, antes de completar um ano de vida seu pai a legitimou e à sua mãe foi entregue o título de Duquesa de La Vallière e Vaujours. Durante a sua juventude, Maria Ana seria conhecida como Mademoiselle de Blois.

Em 16 de janeiro de 1680, ela se casou com o príncipe de Conti, na Capela do castelo de Saint-Germain-en-Laye. Este foi o primeiro matrimônio entre um Príncipe de Sangue e um bastardo real. Da união não nasceria nenhum filho.

Em 1683, a Princesa de Conti, perdeu seu irmão em Flandres, depois de um escandaloso episódio com o amante de seu tio o cavaleiro de Lorena, e se viu profundamente afetada. Dois anos depois seu marido e ela contraíram varíola, Conti não resistiu e morreu, desde este momento a princesa foi chamada de Madame la Princesa Viúva.

Durante anos, Maria Ana foi uma das mulheres mais importantes da Corte do rei-Sol por ser a esposa, e logo viúva, de um príncipe de Sangue, mas o fato de sua meia-irmã – também bastarda - Luisa Francisca de Bourbon ter se casado com Luís III de Bourbon-Condé, o duque de Bourbon, proveniente da família dos Príncipes de Condé, dava a esta maior classe e provocaria conflito entre elas. O mesmo ocorreu quando outra das bastardas do rei, Francisca Maria de Bourbon, se casou com o Duque de Chartres, sobrinho do rei, pois isto deu à Francisca ainda mais importância que suas outras irmãs. As irmãs jamais voltariam a ser próximas devido a estas disputas.

Em 1710 com a morte de sua mãe, a Princesa de Conti, se tornou Duquesa de La Vallière por direito e herdou a grande fortuna de sua mãe. Também se encarregou de assegurar um proveitoso casamento para seu sobrinho, Luís Armando II de Conti, que se casou com Luísa Isabel de Condé.

Maria Ana de Bourbon morreu por causa de um tumor cerebral aos 72 anos de idade e foi a última filha sobrevivente do Rei-Sol.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria Ana de Bourbon