Maria Estela Kubitschek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Maria Estela Lemos Kubitschek de Oliveira (Montes Claros, 10 de dezembro de 1942) é uma arquiteta e política brasileira.

Maria Estela é filha adotiva de Juscelino Kubitschek e Sarah Kubitschek. Foi adotada aos 5 anos de idade, pois seus pais biológicos não possuíam condições de criá-la junto de seus outros dez irmãos, que também foram entregues a outras famílias de Minas Gerais. Maria Estela era a quarta filha, dos onze filhos do casal Oswaldo e Judith, que viviam em extrema condição de pobreza, em Montes Claros. Apesar de ter sido levada para a capital ao ser adotada, e ter crescido com uma excelente educação em um ambiente muito rico, jamais esqueceu suas origens, e manteve contato com os pais e os irmãos, dizendo-se privilegiada por ter dois pais, duas mães e muitos irmãos. Assim como seus irmãos, foi registrada oficialmente como filha dos pais adotivos. Maria Estela Conta que jamais se sentiu rejeitada por ser adotiva e que inicialmente chamava os pais de criação de padrinhos. Maria Estela era muito ligada a sua irmã de criação, Márcia, a quem considerava de fato sua irmã verdadeira e sobretudo, sua melhor amiga, já que se davam muito bem. Também JK nunca a diferenciou de Márcia.

Casou-se com o filho do segundo ministro da Fazenda de JK, e com ele teve três filhos: Um menino e duas meninas. Com o passar dos anos se tornou o braço direito de Dona Sarah na construção do Memorial JK, e na época que seu pai estava exilado, ela o ajudou na rescisão de seus bens, que o governo iria confiscar.

Maria Estela tem se dedicado à manutenção do Memorial JK em Brasília. Na eleições 2006, Maria Estela, que é filiada ao PSDB, concorreu a vice-governadora do estado do Rio de Janeiro na chapa de Eduardo Paes, do PSDB na época. Hoje Eduardo Paes está no PMDB.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.