Maria Esther Bueno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tenista Maria Esther Bueno
Maria Bueno.jpg
País  Brasil
Data de nasc. 11 de Outubro de 1939 (74 anos)
Local de nasc. São Paulo, Brasil
Altura 1,70m
Peso 68kg
Profissionalização 1950
Inter. Tennis HOF 1978
Simples
Títulos 71
Melhor ranking Nº 1 (1959 a 1966)
Resultados de Grand Slam
Open da Austrália F (1965)
Open da França F (1964)
Wimbledon V (1959,1960,1964)
U.S. Open V (1959,1963,1964,1966)
Duplas
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália Campeã (1960)
Open da França Campeã (1960)
Wimbledon Campeã (1958,60,63,65,66)
U.S. Open Campeã (1960,62,66,68)
Última atualização em: 14 de novembro de 2009.

Maria Esther Andion Bueno (São Paulo, 11 de outubro de 1939) é uma ex-tenista brasileira, atuante nas décadas de 1950, 1960 e 1970.

Ao longo de sua carreira, venceu dezenove torneios do Grand Slam (7 na categoria simples; 11 em duplas femininas; 1 em duplas mistas). Segundo o anuário do Daily Telegraph, que registra a classificação dos tenistas entre 1914 e 1972, Bueno foi a Nº 1 do mundo em 1959 e 1960. O International Tennis Hall of Fame também a incluiu como a melhor tenista do mundo, em 1964 (depois de perder a final no Torneio de Roland-Garros e ganhar Wimbledon e o U.S. Open) e 1966.

Em 1960, ela entrou para a história ao ser a primeira mulher a ganhar os 4 Grand Slams jogando em duplas num mesmo ano (3 com Darlene Hard e um com Christine Truman Janes).

Famosa pela elegância do estilo de jogo e pela potência do serviço, é a maior tenista brasileira de todos os tempos.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a jogar tênis em 1950, no Clube de Regatas Tietê. Em seus vinte anos de carreira, colecionou 589 títulos internacionais, entre os quais se destacam feitos importantes, como a conquista dos torneios individuais de Forest Hills (onde era disputado o US Open), em 1959, 1963, 1964 e 1966, e os de duplas de 1960 (com Darlene Hard), 1962 (com Hard de novo) e 1968 (dessa vez com Margaret Smith Court).

Levantou também os torneios individuais de Wimbledon, na Inglaterra, em 1959, 1960 e 1964, e os de duplas em 1958 (com Althea Gibson), 1960 (com Darlene Hard), 1963 (Hard), 1965 (com Billie Jean King) e 1966 (com Nancy Richey).

Ganhou ainda os torneios individuais do Aberto da Itália em 1958, 1961 e 1965. Em 1960, jogando em dupla, triunfou nos torneios de Aberto da Austrália, dos Estados Unidos, Roland-Garros (França) e Wimbledon - e assim conquistou o Grand Slam daquele ano.

Sua carreira praticamente terminou em 1967, por causa de uma contusão no braço direito. Numa época em que não havia o tie-brake, ela jogou por mais de 10 horas seguidas em partidas de duplas e duplas mistas de Wimbledon e teve o Tennis Elbow. Ela voltaria a jogar na década de 1970 após várias cirurgias, mas sem o sucesso de antes.

Declarada campeã mundial em 1959, 1960, 1964 e 1966. Na época não havia o torneio Masters para definir o campeão da temporada.

Em novembro de 1978, Maria Esther Bueno foi homenageada com a inclusão de seu nome na galeria do exclusivíssimo International Tennis Hall of Fame, numa cerimônia realizada no Hotel Waldorf-Astoria, de Nova York. E, glória das glórias para os padrões ingleses, ganhou sua estátua de cera no famoso museu londrino Madame Tussauds.

No Aberto dos Estados Unidos de 2006, Bueno foi convidada para a cerimônia de renomeação do USTA National Tennis Center para USTA Billie Jean King National Tennis Center, que aconteceu no primeiro dia do evento. Bueno e King eram rivais em simples e, ocasionalmente, parceiras em duplas. De acordo com Bueno, os únicos jogadores convidados foram aqueles que venceram o evento "mais de duas vezes" (ela o venceu por quatro). No mesmo ano, Bueno estreou como comentarista para o SporTV. Ela comentou durante as semi-finais femininas de simples e a final masculina de simples. Ela também deu suas opiniões durante a transmissão ao vivo da introdução de Martina Navratilova e Don Budge na "Court of Champions", e também opinou em mesas-redondas nos últimos três dias do evento. E, ainda, continua em atividade como comentarista de partidas de tênis, para o canal SporTV da Rede Globo de Televisão. EM 2013, comenta o US Open de Tênis em Flushing Meadows, NY.

Hall da Fama[editar | editar código-fonte]

Maria Esther Bueno foi incluída no International Tennis Hall of Fame em 1978, a primeira brasileira a receber esta honraria.[1] [2] [3]

Finais de Grand Slam (35)[editar | editar código-fonte]

Simples: 12 (7 títulos, 5 vice-campeonatos)[editar | editar código-fonte]

Resultado Ano Campeonato Superfície Oponente Placar
Vencedora 1959 Wimbledon Grama Estados Unidos Darlene Hard 6–4, 6–3
Vencedora 1959 U.S. Championships Grama Reino Unido Christine Truman Janes 6–1, 6–4
Vencedora 1960 Wimbledon (2) Grama África do Sul Sandra Reynolds Price 8–6, 6–0
Vice-campeã 1960 U.S. Championships Grama Estados Unidos Darlene Hard 6–4, 10–12, 6–4
Vencedora 1963 U.S. Championships (2) Grama Austrália Margaret Court 7–5, 6–4
Vice-campeã 1964 French Championships Saibro Austrália Margaret Court 5–7, 6–1, 6–2
Vencedora 1964 Wimbledon (3) Grama Austrália Margaret Court 6–4, 7–9, 6–3
Vencedora 1964 U.S. Championships (3) Grama Estados Unidos Carole Caldwell Graebner 6–1, 6–0
Vice-campeã 1965 Australian Championships Grama Austrália Margaret Court 5–7, 6–4, 5–2, retired
Vice-campeã 1965 Wimbledon Grama Austrália Margaret Court 6–4, 7–5
Vice-campeã 1966 Wimbledon (2) Grama Estados Unidos Billie Jean King 6–3, 3–6, 6–1
Vencedora 1966 U.S. Championships (4) Grama Estados Unidos Nancy Richey 6–3, 6–1

Duplas: 16 (11 títulos, 5 vice-campeonatos)[editar | editar código-fonte]

Resultado Ano Campeonato Superfície Parceira Oponente Placar
Vencedora 1958 Wimbledon Grama Estados Unidos Althea Gibson Estados Unidos Margaret Osborne duPont
Estados Unidos Margaret Varner Bloss
6–3, 7–5
Vice-campeã 1958 U.S. Championships Grama Estados Unidos Althea Gibson Estados Unidos Jeanne Arth
Estados Unidos Darlene Hard
2–6, 6–3, 6–4
Vice-campeã 1959 U.S. Championships (2) Grama Austrália Sally Moore Estados Unidos Jeanne Arth
Estados Unidos Darlene Hard
6–2, 6–3
Vencedora 1960 Australian Championships Grama Reino Unido Christine Truman Janes Austrália Lorraine Coghlan Robinson
Austrália Margaret Court
6–2, 5–7, 6–2
Vencedora 1960 French Championships Saibro Estados Unidos Darlene Hard Reino Unido Ann Haydon-Jones
Estados Unidos Patricia Ward Hales
6–2, 7–5
Vencedora 1960 Wimbledon (2) Grama Estados Unidos Darlene Hard África do Sul Sandra Reynolds Price
África do Sul Renee Schuurman Haygarth
6–4, 6–0
Vencedora 1960 U.S. Championships Grama Estados Unidos Darlene Hard Reino Unido Ann Haydon-Jones
Estados Unidos Deidre Catt
6–1, 6–1
Vice-campeã 1961 French Championships Saibro Estados Unidos Darlene Hard África do Sul Sandra Reynolds Price
África do Sul Renee Schuurman Haygarth
w/o
Vencedora 1962 U.S. Championships (2) Grama Estados Unidos Darlene Hard Estados Unidos Billie Jean King
Estados Unidos Karen Hantze Susman
4–6, 6–3, 6–2
Vencedora 1963 Wimbledon (3) Grama Estados Unidos Darlene Hard Austrália Margaret Court
Austrália Robyn Ebbern
8–6, 9–7
Vice-campeã 1963 U.S. Championships (3) Grama Estados Unidos Darlene Hard Austrália Margaret Court
Austrália Robyn Ebbern
4–6, 10–8, 6–3
Vencedora 1965 Wimbledon (4) Grama Estados Unidos Billie Jean King França Françoise Dürr
França Jeanine Lieffrig
6–2, 7–5
Vencedora 1966 Wimbledon (5) Grama Estados Unidos Nancy Richey Austrália Margaret Court
Austrália Judy Tegart Dalton
6–3, 4–6, 6–4
Vice-campeã 1967 Wimbledon Grama Estados Unidos Nancy Richey Estados Unidos Rosemary Casals
Estados Unidos Billie Jean King
9–11, 6–4, 6–2
Vencedora 1966 U.S. Championships (3) Grama Estados Unidos Nancy Richey Estados Unidos Billie Jean King
Estados Unidos Rosemary Casals
6–3, 6–4
Vencedora 1968 US Open (4) Grama Austrália Margaret Court Estados Unidos Billie Jean King
Estados Unidos Rosmary Casals
4–6, 9–7, 8–6

Linha do tempo em Grand Slam[editar | editar código-fonte]

Tournament 1958 1959 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1968 1969-1975 1976 1977
Australian Championships - - QF - - - - F - - - - - -
Roland Garros SF QF SF QF - - F SF SF QF QF - 1R -
Wimbledon QF V V - SF QF V F F 4R QF - 4R 3R
U.S. Championships QF V F - SF V V SF V 2R SF - 3R 2R

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Maria Esther Bueno

Referências

  1. espn.estadao.com.br Guga será anunciado oficialmente no Hall da Fama do tênis nesta quinta. Acessado em 5 de março do 2012.
  2. Guga no Hall of Fame
  3. Tennis Hall of Fame profile