Maria Teresa da Sardenha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maria Teresa da Sardenha, condessa de Artois, que olha um retrato de sua mãe, diante do busto do marido
Maria Teresa da Sardenha, Rainha de França

Maria Teresa da Sardenha (31 de janeiro de 1756 - 1805), princesa da Sardenha e de Piemonte, foi esposa de Carlos X de França, o mais jovem neto de Luís XV de França.[1]

Maria Teresa de Savoia foi a quinta criança e terceira filha de Vítor Amadeu III da Sardenha e da rainha Maria Antonieta de Borbon-Espanha, infanta da Espanha. Seus avós paternos foram Carlos Emanuel III da Sardenha e sua esposa Polyssena Christina de Hesse-Rotenburg, era filha de Ernesto Leopoldo de Hesse-Rheinfels-Rotenburg. Seus avós maternos foram Filipe V de Espanha e sua segunda esposa, Isabel Farnésio.

Maria Teresa casou com Carlos Filipe, Conde de Artois, em 16 de novembro de 1773; sua irmã, Maria Josefina Luísa da Sardenha, casara com o irmão de seu marido, o futuro Luís XVIII de França, dois anos e meio antes. Carlos havia pretendido casar com a Princesa de Condé, e era muito próximo de uma outra cunhada, Maria Antonieta. O casamento com Maria Teresa não atendia aos interesses do noivo nem aos da noiva. Ela se tornou uma das figuras mais odiadas na corte de Versailles, embora tenha evitado abusos como os que se dirigiram a Maria Antonieta.

Maria Teresa e Carlos tiveram quatro filhos, os últimos da linha direta dos Bourbons:

Ela fugiu da França com o marido em 1789, logo no início da Revolução Francesa. Como morreu antes de o marido tornar-se rei como Carlos X de França, teve apenas o título de condessa d´Artois. Morreu no exílio em Graz e foi enterrada no Mausoléu Imperial, próximo da catedral.

Referências

  1. Fraser, Antonia, Marie Antoinette, The Journey, Anchor Books, (edição americana, 2002): em Part One: Madame Antoine, p. 100