Maria Zilda Bethlem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Maria Zilda Bethlem
Maria Zilda no Congresso Nacional, durante a votação da emenda constitucional de repressão ao trabalho escravo (foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
Outros nomes Maria Zilda
Nascimento 20 de outubro de 1951 (62 anos)
Rio de Janeiro, RJ
 Brasil
IMDb: (inglês)

Maria Zilda Bethlem[1] (Rio de Janeiro, 20 de outubro de 1951) é uma atriz e produtora brasileira, filha de Nilda Bethlem e Humberto Bastos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Realizou vários trabalhos na televisão, em telenovelas de sucesso como Escalada, Coração Alado, Água Viva, Jogo da Vida, Guerra dos Sexos, Vereda Tropical, Selva de Pedra, Bebê a Bordo, Top Model, Hipertensão, De Corpo e Alma, Por Amor e Caras e Bocas.

Na década de 1980 se consagrou interpretando mulheres sedutoras e liberadas como a Verônica de Vereda Tropical e a Wânia de Guerra dos Sexos.

Participou ainda da recente novela das sete, Sete Pecados, de Walcyr Carrasco, mas antes fez uma breve participação especial em Pé na Jaca, na qual foi convidada pelo autor Carlos Lombardi para viver Alma.

Produziu e protagonizou os filmes Minha vida em suas mãos e Eu não conhecia Tururu, onde ganhou o Kikito de Melhor Atriz no Festival de Gramado em 2000, bem como as peças teatrais Artigo de Luxo, Segundas Intenções e Theatro Musical Brasileiro.

Atualmente, viaja pelo Brasil com a peça Isso era tudo que eu queria, monólogo escrito pela atriz, com direção de Ítalo Rossi. Em 2009 estava no ar na novela das sete Caras & Bocas, interpretando Léa.

Maria Zilda posou nua para a revista Playboy em agosto de 1985, estampando a capa comemorativa de dez anos da revista no Brasil.

Foi casada com o diretor televisivo Roberto Talma; tem dois filhos (Raphael e Rodrigo Bethlem) e uma neta (Vitória).

Em outubro de 2013, revelou publicamento seu casamento, que ocorreu em 2008, com a arquiteta Ana Kalil.[2] [3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Maria Zilda Bethlem