Mariano Melgarejo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mariano Melgarejo Valencia
Presidente da Bolívia Bolívia
Mandato 28 de dezembro de 1864
a 15 de janeiro de 1871
Antecessor(a) José María Achá Valiente
Sucessor(a) Agustín Morales Hernández
Vida
Nascimento 13 de abril de 1820
Tarata
Morte 23 de Novembro de 1871 (51 anos)
Lima Peru

Manuel Mariano Melgarejo Valencia (Tarata, Cochabamba, 13 de abril de 1820Lima, 23 de novembro de 1871) foi um militar e político boliviano e presidente de seu país entre 28 de dezembro de 1864 e 15 de janeiro de 1871.

Sendo um dos presidentes bolivianos de maior duração no cargo. Alcançou o poder por um golpe de estado depois de expulsar José María Achá Valiente da presidência. Governou ditatorialmente, exercendo repressão sobre seus adversários e com mais incompetência que qualquer líder boliviano em seu tempo, exerceu uma tenaz represália sobre os opositores e despojou os indígenas de suas terras.

É lembrado especialmente por ter passado grande parte de seu governo reprimindo rebeliões em seu país, no comando de um exército de não mais de 3 mil homens, mas também por ter cedido ao Chile a exploração das minas de salitre do então litoral boliviano. Em 1867, recebeu uma missão diplomática do Brasil, presidida por Felipe Lopes Netto, que em poucos meses de negociação assinou um Tratado de Amizade, Limites, Navegação, Comércio e Extradição em 27 de março de 1867. Esse tratado, o primeiro assinado entre o Brasil e a Bolívia, representou um aumento de 150 mil quilômetros quadrados para o território brasileiro.

Uma de suas mais conhecidas "façanhas" foi a expulsão do embaixador britânico, em 1870, forçado a montar de costas em um burro, a caminho da fronteira. Pelo ultraje, a Rainha Vitória decidiu, segundo crônicas, "apagar" a Bolívia do mapa, depois desse incidente.

Em 1871, Melgarejo foi derrubado por Agustín Morales Hernández e fugiu para Lima, onde foi assassinado no mesmo ano.

Precedido por
José María Achá Valiente
Presidentes de Bolívia
1864 - 1871
Sucedido por
Agustín Morales Hernández