Mario Molina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mário Molina Medalha Nobel
Química
Mario Molina (esquerda) e Luis E. Miramontes
Nacionalidade México Mexicano
Nascimento 19 de março de 1943 (71 anos)
Local Cidade do México
Atividade
Campo(s) Química
Prêmio(s) Nobel prize medal.svg Nobel de Química (1995)
Notas Membro da Pontifícia Academia das Ciências

Mario José Molina (Cidade do México, 19 de março de 1943) é um químico mexicano.

Durante os anos 60 estudou na faculdade de química da Universidade Nacional Autônoma do México. Realizou seus estudos de pós-graduação nos Estados Unidos, e se doutorou no Instituto Tecnológico de Massachusetts. Logo incorporou-se a essa instituição como professor, obtendo a cidadania norte-americana.

Realizou diversas pesquisas no âmbito da química ambiental sobre os problemas do meio ambiente.

Foi um dos primeiros cientistas a alertar sobre o perigo que representam para a camada de ozônio os clorofluorcarbonetos empregados em aerossóis tanto industriais quanto domésticos.

Recebeu o Nobel de Química de 1995. Mario Molina, Andrés Manuel del Río e Luis E. Miramontes são três quimicos mexicanos de destaque. Integra a Pontifícia Academia das Ciências desde 2000.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
George Andrew Olah
Nobel de Química
1995
com Paul Crutzen e Frank Sherwood Rowland
Sucedido por
Robert Curl, Harold Kroto e Richard Smalley


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.